Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é…

Defensoria do Pará ganha Prêmio Innovare

Fotos: Stephanny Guilande/ANADEP
Hoje a Defensoria Pública do Pará está em festa.
Os Defensores Públicos Johny Giffoni e Juliana Oliveira, do 
Núcleo de Direitos Humanos e Ações Estratégicas, ganharam o 14º Prêmio Innovare, com a prática “Defesa dos Direitos Indígenas: Aplicação do Multiculturalismo e Pluralismo Jurídico como fonte de base na resolução de conflitos com aplicação da Convenção 169 e da legislação indigenista na esfera do direito ao nome, direito de família e direito penal”

O projeto é realizado em parceria com o Ministério Público Federal, MP Estadual e organizações indigenistas. Até agora, dois mil indígenas solicitaram ao NDDH a alteração de seus registros de nascimento para acréscimo de seus nomes étnicos. Foram emitidas diversas recomendações aos cartórios de Registro Civil do Pará onde existem terras indígenas e executados mutirões de atendimento nas aldeias da etnia Munduruku (município de Jacareacanga), Wai Wai, Kaxuyana, Kahyana e Tunayana (município de Oriximiná) e realizada a V Semana dos Povos Indígenas em São Félix do Xingu, entre outras ações e resultados. 

Trata-se do prêmio nacional mais importante para os operadores do Direito. A premiação foi no Supremo Tribunal Federal, em Brasília.  Merecem parabéns todos os membros da Defensoria Pública do Pará. Cliquem aqui e confiram outras fotos.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *