A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é…

Os fatos que ensejaram a prisão preventiva do SGT Gildson dos Santos Soares e o afastamento da Coronel QOPM/PA Andréa Keyla Leal Rocha do Comando de Policiamento Ambiental da Polícia Militar do Pará descortinaram uma situação gravíssima e surreal dentro…

Barcos regionais a motor, veleiros, vigilengas, rabetas, bajaras, canoas ubás, igarités, catraias, botes fazem parte da memória afetiva, produtiva e econômica parauara, navegando pelo oceano Atlântico, baías, rios que mais parecem mares, lagos, igarapés, furos, estreitos, igapós e campos alagados…

Crise no PPGCOM da UFPA chega ao fim

Depois de um imbróglio que se arrastou por dois meses, os professores Fábio Castro e Alda Costa finalmente serão empossados esta semana na direção do Programa de Pós-Graduação Comunicação, Cultura e Amazônia, da UFPA. Eleitos em 6 de junho, foram impedidos de assumir as funções por membros da coordenação anterior, num episódio inaceitável em ambiente acadêmico, ainda mais na área de Comunicação. O regimento interno do PPGCOM não trata de prazo para a transição, mas a Resolução para os Programas de Pós-Graduação da UFPA, em seu art. 15, alínea “n”, dispõe  que o tempo máximo para divulgar oficialmente e encaminhar o resultado de uma eleição na pós é de “no máximo 30 dias”. 

Durante mais de uma década professores e alunos de Jornalismo e Publicidade da UFPA se empenharam a fim de criar cursos em nível de pós-graduação, com o objetivo de formar pesquisadores capazes de produzir conhecimento na área de comunicação no contexto amazônico. O primeiro passo foi dado há quatro anos, com o Mestrado em Comunicação e Cultura Amazônica. Mas os desacertos foram tantos e tais que a gestão anterior chegou ao ponto de desligar o professor doutor João de Jesus Paes Loureiro, um dos mais importantes intelectuais da Amazônia, assim como o professor doutor Manuel Dutra, pesquisador respeitado dentro e fora da Academia, o que motivou o repúdio geral. O caso se tornou público e foram várias as manifestações, de professores e alunos de toda a UFPA e inclusive de fora da universidade.

A sequência dos fatos levou os professores Fábio Castro e Alda Costa ao propósito de desligamento, o que chegou a ser comunicado ao Conselho do Instituto de Letras e Comunicação. Mas o próprio Conselho da Faculdade de Comunicação e o Caco – Centro Acadêmico do Curso de Comunicação divulgaram notas de solidariedade e apoio aos professores e assim Fábio e Alda aceitaram voltar atrás em seus pedidos de descredenciamento. Na quinta-feira passada, em reunião da Congregação do Instituto, o caso foi longamente debatido e só então a ata do dia 06.06 chegou ao Conselho,  tendo enfim sido solicitada a imediata portaria de nomeação dos professores Fábio Castro e Alda Costa para a direção do PPGCOM, de modo a encerrar o interminável período de transição.  

Penso que é a vitória dos que acreditam na universidade pública como uma instituição viva e politizada, e não como uma mera organização, fria e morta, passível de ser ocupada por interesses individuais e mascarada por estratagemas burocráticos.
Espero que a UFPA do futuro seja uma verdadeira instituição humanista, e não uma mera organização tecnocrática. É isso que teremos em mente quando, em fim, na semana que entra, assumirmos a coordenação do PPGCOM”
, declarou o professor doutor Fábio Castro.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *