A Cosanpa abriu nada menos que seiscentos buracos imensos nos bairros mais movimentados de Belém, infernizando a vida de todo mundo com engarrafamentos e causando graves riscos de acidentes, principalmente porque chove sempre, e quando as ruas alagam os buracos…

O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

Brega no Pará é coisa séria. Tem Brega Pop, Brega Calypso, Brega Marcante, Brega Saudade, Tecnobrega, Melody, Tecnomelody … Verdadeiro hino (música oficial dos 400 anos de Belém), não há quem desconheça o clássico Ao Por do Sol, eternizado na…

Corrupção, direitos humanos e cidadania

O promotor de Justiça Franklin Lobato Prado, dos Direitos Humanos e Controle Externo da Atividade Policial,  lança os livros “Corrupção Pública e Violação dos Direitos Humanos” e “A Voz da Cidadania: Ações em defesa dos direitos difusos e coletivos
no Centro de Convenções de Natal(RN), durante o Congresso Nacional do Ministério Público, de amanhã a 2 de novembro.
 
A primeira obra é uma compilação de iniciativas investigatórias que analisa como a corrupção pública afeta as finalidades constitucionais substantivas do Estado democrático de direito, da igualdade entre os cidadãos, da proteção dos direitos, liberdades e garantias fundamentais e também da defesa dos direitos econômicos, sociais e culturais.
Também aborda a globalização da corrupção e o modo como ela afeta o combate à corrupção pública em âmbito local. Examina, ainda, como o MP pode ser um instrumento válido na luta contra a corrupção, avaliando criticamente o desempenho do órgão e propondo mudanças institucionais, processuais, humanas e materiais para melhorar os resultados nos vários campos de atuação.
 
O segundo livro trata da atuação do promotor de justiça Franklin Prado na defesa dos interesses difusos, retratada em
um conjunto de reportagens, fotos e documentos, entre eles o programa “A voz da cidadania”, na Rádio Boa Vista, em São Sebastião da Boa Vista, apresentado pelo promotor durante sete anos. O programa foi criado com o objetivo de conscientizar a população sobre a função do MPE e os direitos e garantias fundamentais do cidadão.
O índice de audiência abrangia a zona rural dos municípios de Muaná, Limoeiro do Ajuru, Curralinho, Oeiras do Pará e Breves. Na época, recebia inúmeras cartas de ouvintes que tinham interesse nos assuntos abordados, tais como direito do consumidor, curatela, inventário e partilha, entre outros.
 

A partir de 2002, Franklin Prado também apresentou o mesmo programa na Rádio Regional do Araguaia, além da participação no programa “Fique por dentro da lei” na Rádio Senado, quando residiu em Brasília.
A Voz da Cidadania” ficou no ar, também, de abril de 2012 a outubro de 2013 em uma rádio de Icoaraci (Distrito de Belém).

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *