Nesta quinta-feira, dia 21, até o sábado, 23, a Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa do Pará oferece os cursos de qualificação e atualização do projeto Forma Alepa/Elepa Itinerante em Santarém, atendendo toda a região do Baixo Amazonas, abrangendo também…

Em reunião conjunta das Comissões de Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO) e de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (18) foi aprovado o projeto de lei nº 363/2021, que autoriza o Governo do Pará a contratar operação…

Não houve o célebre círio fluvial de Oriximiná no rio Trombetas este ano, por causa da pandemia, mas a imagem de Santo Antônio flanou pelas águas, levada pela comunidade de várzea do Rio Cachoeiry, que celebrou o verão depois da…

Aprender mais sobre as boas práticas Lixo Zero e como aplicá-las no dia a dia, repensando hábitos de consumo e inspirando a população a enxergar os seus resíduos com dignidade é o que propõe a programação que acontecerá entre os…

Cartões postais para avivar a memória

Vejam que bela iniciativa do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, a fim de despertar nas novas gerações o interesse pelo que ainda resta do patrimônio histórico, arquitetônico, artístico e cultural, alvo da especulação imobiliária desenfreada. O IHGTap lança hoje, às 17:30h, na CR Stillo (Av. Mendonça Furtado, próximo ao Fórum de Justiça)  uma série de cartões postais com fotos históricas das cidades do Oeste do Pará. Começa com 16 registros feitos pelo fotógrafo santareno Apolônio Fona, no início do século XX, dando ênfase aos principais espaços públicos e prédios privados de Santarém, muitos já modificados ou demolidos. Até o final deste ano, fotos de outras cidades da região deverão ser lançadas. Cada conjunto de 16 postais custa R$30 e o dinheiro servirá para criar um fundo que financie os serviços do instituto.

Merece a adesão de todos a luta que os movimentos culturais vêm travando junto à Câmara Municipal de Santarém, no sentido da aprovação da lei de proteção ao patrimônio histórico, arquitetônico e cultural do município para evitar o que aconteceu recentemente com o Casarão Tapajônico, demolido para se transformar num estacionamento, e com a edificação da tradicional padaria Lucy, cuja derrubada para virar hotel é um acinte à memória da cidade.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *