A expectativa era grande em relação à ida do governador Helder Barbalho à Assembleia Legislativa para a leitura da Mensagem na instalação da 61ª Legislatura. Funcionou como uma espécie de termômetro da Casa, que abriga novos deputados na oposição, e…

Foram empossados hoje na Assembleia Legislativa do Pará os 41 deputados estaduais eleitos para a 61ª Legislatura (2023-2027). Em seguida houve eleição para a Presidência e a Mesa Diretora, em chapa única, tendo sido reeleito praticamente à unanimidade – por…

O governador Helder Barbalho está soltando a conta-gotas os nomes dos escolhidos para compor o primeiro escalão de seu segundo governo. Nesta quarta-feira será a posse dos deputados estaduais e federais e dos senadores, e a eleição para a Mesa…

Pela primeira vez na história, está em curso  um movimento conjunto da Academia Paraense de Letras, Academia Paraense de Jornalismo, Instituto Histórico e Geográfico do Pará e Academia Paraense de Letras Jurídicas, exposto em ofício ao governador Helder Barbalho, propondo…

APL celebra memória do Barão de Guajará

A Academia Paraense de Letras celebrou em sessão especial a memória de Domingos Antônio Raiol, o Barão de Guajará, fundador e primeiro presidente da APL – a terceira mais antiga do Brasil, antecedida apenas pela Academia Brasileira de Letras e pela Academia Cearense. Ele fundou e presidiu também o Instituto Histórico e Geográfico do Pará, em 1900, ambos os Sodalícios no mesmo dia, hora e local, o Theatro da Paz, em Belém. Na mesma sessão, o presidente da APL, advogado, escritor e professor Ivanildo Alves, inaugurou oficialmente a placa que denomina “Salão Plenário Barão de Guajará” a sala de sessões da Academia, convidando para o honroso e histórico momento de descerramento da placa a presidente da Academia Paraense de Jornalismo, Franssinete Florenzano, os representantes do IHGP-PA, Walbert Monteiro, e da Academia Paraense de Letras Jurídicas, Célio Simões, a primeira secretária da APL, escritora e professora Nazaré Uchoa; os médicos e escritores Amaury Braga Dantas e Cláudio Guilhon, o escritor e editor da Academia, Flavio Quinderé; o advogado, escritor e poeta Zenaldo Coutinho, o promotor de justiça Benedito Wilson Sá, todos imortais da APL, e o presidente da Academia de Letras de Castanhal, professor Hugo Luís, que outorgou a Ivanildo Alves comenda da ALC pelos relevantes serviços prestados no fortalecimento de todas as congêneres.

Coube ao promotor de justiça, escritor e professor Benedito Wilson Sá o discurso oficial sobre Domingos Antonio Raiol, o Barão de Guajará.

Para lembrar Ildefonso Guimarães, grande personalidade literária do século XX, acadêmico, escritor e jornalista e orgulho de seus conterrâneos obidenses, embora tenha nascido em Santarém (PA), o advogado Célio Simões proferiu palestra no “Quarto de Hora”, programação da Academia que reserva quinze minutos para explanação acadêmica. Célio é escritor, poeta, palestrante e memorialista, vice-presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da APL, do IHGP-PA e do Instituto dos Advogados do Pará, além de correspondente do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós.

Na ocasião, o decano da APL e membro do IHGP-PA, advogado, professor, pesquisador e escritor Avertano Rocha, brindou os presentes com reminiscências históricas sobre Ildefonso Guimarães e o Barão de Guajará.

Ainda na mesma solenidade, o presidente Ivanildo Alves e a Primeira-Secretária Nazaré Mello Soares Uchoa lançaram oficialmente o Prêmio Samuel MacDowell, renomado concurso literário promovido pela Academia Paraense de Letras.

Nesta quinta-feira, dia 27, em sessão solene conjunta da APL e do IHGP-PA, sob o comando de seus respectivos presidentes, Ivanildo Alves e Anaíza Vergolino, será a vez da inauguração do pedestal encimado pelo busto do Barão de Guajará, no jardim do Silogeu. O orador oficial da cerimônia será o jornalista, pesquisador e escritor Walbert Monteiro, que é membro da APL, do IHGP-PA (ocupante da cadeira nº 25, patronímica a José Coelho da Gama Abreu – Barão do Marajó), e diretor da Academia Paraense de Jornalismo.

Confiram as fotos e vídeos do evento, muito prestigiado pelos acadêmicos e expoentes do meio cultural parauara, inclusive por Ildefonso Guimarães Filho, primogênito do homenageado; o procurador de justiça Waldir Macieira, representando o Ministério Público do Estado do Pará; a advogada e empresária Nalva Avertano Rocha, o jornalista e escritor Antonio Gurjão Praxedes e os advogados e escritores Mário Paiva e Victor Hall de Moura Carvalho Valinoto.

Cliquem aqui para ler na íntegra a palestra de Célio Simões sobre Ildefonso Guimarães. Amanhã estarão disponíveis também as palestras do promotor de justiça Benedito Wilson Sá e de Walbert Monteiro, aqui e na editoria de Cultura do Portal Uruá-Tapera.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *