Governador do Pará e presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, Helder Barbalho está com agenda intensa em Brasília, e em reunião com Lula nesta sexta-feira (27) apresentou documento proposto pelo CAL. Para o desenvolvimento regional do bioma amazônico,…

O Papa Francisco nomeou o atual bispo da prelazia de Marajó (PA), Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo de Roraima (RR), que estava sem titular há um ano, desde a transferência de Dom Mário Antônio da Silva para a arquidiocese de…

Utilizar o futebol como ferramenta de transformação social para crianças e adolescentes de todo o Pará é o objetivo do projeto "Futebol Formando Cidadão", que será lançado neste domingo (29) no oeste paraense. A iniciativa é do Tapajós Futebol Clube,…

No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

Amazônia Jazz Band no Theatro da Paz

O Dia Internacional do Jazz não vai passar em branco em Belém do Pará. A Amazônia Jazz Band fará concerto especial neste sábado (29), às 20h, no Theatro da Paz, regida pelo maestro Nelson Neves. No repertório, The phat pack (Gordon Goodwin), Basically blues (Phil Wilson), Blue bossa (Kenny Dorhan), Heavenly bodies (Kurt Rosenwinskel – arr. David von kampen), Langeitude (Eric Richards), Salsa nueva (Jeff Taylor arr. Mark Taylor), Out of nowhere (Edward Heyman/John Green arr. Dave Wolpe), Stepping’ out (Lennie Niehaus), Souvenir (Benny Carter arr. Eric Richard), Mambo caliente (Arturo Sandoval), Sister sadie (Horace Silver arr. Michael Abene). 

As músicas foram escolhidas a dedo para permitir improvisações, a partir de samba, swing, mambo, salsa e outros ritmos, marca registrada da AJB e seu criativo maestro, sempre exalando excelência e emoção.

Para essa noite que já se anuncia memorável, o maestro Nelson Neves convidou Adriel Silva (saxofone), Antônio Neto (contrabaixo), Cowboy (bateria), Kim Freitas (guitarra), Manassés (trombone), Moacir Leônidas (bateria), Robenare Marques (piano) e Toninho Gonçalves (saxofone). 

Criado e anunciado pelo embaixador da boa vontade da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), o pianista Herbie Hancock, o Dia Internacional do Jazz desde 2011 celebra o estilo em razão do ao seu papel diplomático na união de pessoas pelo mundo afora. A data reúne comunidades, escolas, artistas, historiadores, acadêmicos e entusiastas do jazz em todo o planeta. 

A comemoração enfatiza a importância do jazz e a sua contribuição na promoção de diferentes culturas e povos ao longo da história.
O estilo surgiu nos Estados Unidos, no final do século XIX, da cultura popular dos negros da região de New Orleans, sobretudo, e também de outras cidades americanas, ligado à abolição da escravatura. Tornou-se popular no século XX. 

Não percam! A entrada é gratuita e os ingressos podem ser retirados na bilheteria do Theatro da Paz, a partir das 9h, no dia do evento.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *