0
Médica pediatra e sanitarista, Zilda Arns era mulher, mãe e cidadã admirável, verdadeiramente compromissada com a promoção dos direitos das crianças. Generosa, assumiu a missão humanitária de amparar os mais vulneráveis e, com sabedoria imensa, colocou o foco na família, em especial nas mulheres e mães, para chegar às crianças. A Dra. Zilda Arns se foi em meio à tragédia que atingiu o povo do Haiti, onde ajudava a salvar vidas. A Pastoral da Criança fica órfã de sua criadora, mas não do seu exemplo de fraternidade e coragem.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Abrajet, do IHGP e do IHGTap, editora do portal Uruá-Tapera.

Nota oficial

Anterior

Fuga para casa

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *