A empresa de ônibus Belém-Rio, que faz a linha para o distrito de Outeiro – Ilha de Caratateua, em Belém, aparentemente está falida e reduziu pela metade a sua frota, causando enorme sofrimento aos usuários do transporte coletivo. O serviço,…

A Cosanpa abriu nada menos que seiscentos buracos imensos nos bairros mais movimentados de Belém, infernizando a vida de todo mundo com engarrafamentos e causando graves riscos de acidentes, principalmente porque chove sempre, e quando as ruas alagam os buracos…

O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

44 alarmes até aqui

Sempre quis domar o tempo e deve ser por isso que sou viciada em criar alarmes no celular. Tenho horário certinho pra tudo: acordar, meditar, estudar, tomar café, me exercitar e até pra namorar meu marido… Espremo as horas até a última gota numa tentativa ingloria de segurar a vida, talvez porque por algumas vezes senti que ela estivesse fugindo de mim…

Aos 5 anos sofri um acidente grave onde perdi muito sangue…lembro de sentir o cheiro e a temperatura dele: Jorrava vida do meu ferimento e eu não sentia medo! Num determinado momento uma leveza, nada de dor. Era só o colo seguro da minha avó Ester a caminho do pronto socorro.  Era só o não ter que acordar mais tão cedo pra ir pra escola. Era a coleção de figurinhas incompleta e o sorvete que tinha ficado pra depois… »então morrer é isso? » foi exatamente o que pensei. Acho que foi nesse dia que tive minha primeira consciência sobre a finitude e que talvez viver tivesse um certo peso porque eu estava morrendo e me sentia relaxada.

Estou na semana do meu aniversário, são 44 anos carregando Como posso o peso de estar viva. Isso passa longe de ser uma queixa, uma constatação fisiológica apenas. A vida vai pesando e a gente segue buscando maneiras de suporta-la com tudo que ela carrega, sejam bons ou maus momentos. É engraçado porque quanto mais longa a vida, somam-se as bagagens. Nossa história é uma biblioteca de Alexandria a tira colo. E isso é tão bom, e isso dói tanto alguns momentos! Que pesada a nossa rica e incomparável bagagem! 

Quanto a carregá-la, já tive mais disposição, mais pressas e urgências. Hoje assumo as rodinhas que carinhosamente as agreguei. 

Sobre o tempo, desse não desapego. Escrevo aqui sobre a égide das cobranças de meus alarmes criativos. E me levanto mais um domingo para carregar tudo o que tenho e driblar num jogo de esconde e esconde minhas duras verdades e minhas mentiras de estimação e alívio.

Viver é bom! Viver é tudo que me importa. Segue ó tempo, implacável! 

Feliz aniversário pra mim!

*segue a foto conceitual do mar visto através de um biscoito « globo”.

Duas delícias que ainda me fazem acreditar num bom futuro pra nossa gente desse Rio de Janeiro tão esculhambado…

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *