Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Hoje, dia 23 de julho de 2021 às 19h, o Instituto Histórico e Geográfico do Pará realizada a nona “Live em Memória” da programação alusiva aos 121 anos do Silogeu, desta vez em homenagem ao centenário de nascimento do Almirante…

A igreja de São Francisco de Assis em Belém do Pará, carinhosamente chamada pelos fiéis de "Capuchinhos", completará cem anos de sua inauguração em 02 de outubro de 2022. A abertura oficial das festividades será com um concerto na igreja…

Vigia de Nazaré 402 anos

A histórica Vigia de Nazaré completa hoje 402 anos. Surgiu de aldeia de índios Tupinambás, cujo nome era ‘Uruitá’ e em 1854 passou a cidade. 
Reconhecida como uma das mais antigas comunidades da Amazônia brasileira, colonizada por portugueses, tem entre seus ícones a Igreja de Nossa Senhora Madre de Deus, construída com porte de catedral e grande riqueza interna; a Capela do Senhor dos Passos (Igreja de Pedras), toda em pedras sobrepostas e sem reboco, conhecida, ainda, como Igreja do Bom Jesus, porque lhe guardava a imagem, ambas datadas do século XVIII e erguidas pelos jesuítas; e o Trem de Guerra, hoje sede da Câmara dos Vereadores da cidade, onde durante a Cabanagem as autoridades locais se refugiaram durante a invasão dos cabanos. 
A orla, banhada pelo rio Guajará Mirim, pontilhada de embarcações, é outro atrativo. Guarda a memória da carpintaria ribeirinha na Amazônia. É de lá  que vem o termo vigilenga para a embarcação mestiça das técnicas portuguesa e indígena. A Igreja do Menino Deus, na ilha de Itapuá, e o Clube União Vigiense, que simboliza a musicalidade de seus habitantes, também são marcos dessa linda cidade. 

As fotos são de Marcos Cardoso Puff.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *