Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Na quarta-feira passada, dia 24, a audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal, em Brasília, era para discutir a gravíssima situação na Terra Indígena Yanomami, mas o clima de enfrentamento entre bolsonaristas e lulistas inviabilizou…

O prefeito Edmilson Rodrigues anunciou que Belém tem condições de fazer o Carnaval 2022, após reunião hoje (25) à tarde com representantes das escolas de samba e blocos carnavalescos. Ele acredita que com mais de 80% de pessoas vacinadas contra…

Vergonhosa Câmara de Belém

Ontem, a Câmara Municipal de Belém
ficou até às 10 horas se ocupando em discutir o crime do delegado da polícia
civil em Marabá. Em seguida, o quase ex-vereador Gervásio Morgado pediu
inversão de pauta para votar o seu famigerado projeto que prejudica  a população de Belém, alterando o Plano
Diretor. O presidente da Casa, vereador Raimundo Castro, leu o requerimento de
Morgado e em seguida a recomendação expressa do Ministério Público, além do
parecer técnico da engenheira Maylor Ledo, alertando para os muitos impactos
negativos, inclusive o fato de que o tal projeto anula os alegados benefícios da implantação do BRT.
Pra que! Morgado, como é de seu feitio quando
contrariado, deu o maior piti e até
acusou o seu amigo de fé-irmão-camarada
Raimundo Castro de compactuar – vejam só! – com o MP e “poderes externos”. Os vereadores Marquinho do PT e Pastor Raul enfrentaram
a fera ferida e Belém foi salva de
mais uma investida dos podres poderes.
Mas a guerra continua. Todas as entidades de defesa da cidadania estão em
alerta máximo e mantêm plantão na Câmara. Um absurdo que aqueles que foram
eleitos para exercer o mandato em nome do povo tenham que ser vigiados para não
causar mais sofrimento aos que juraram proteger. O MP está fazendo a sua parte.
Espera-se que o Judiciário cumpra a sua.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *