Em iniciativa inédita, o Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro celebra os percursos individuais e coletivos que construíram as políticas de salvaguarda do patrimônio cultural no Brasil, lançando a obra “Em Defesa do Patrimônio Cultural”, organizado por…

Neste sábado, 16, postos de saúde ficarão abertos para a vacinação com foco em menores de 15 anos. Em Belém, 11 unidades vão funcionar das 8h às 14h. A campanha da Multivacinação iniciou no dia 04 de outubro e segue…

De autoria do carnavalesco e professor Paulo Anete, o enredo para o Carnaval 2022 da Escola de Samba Grêmio Recreativo Carnavalesco e Cultural Os Colibris, de Belém do Pará, é “Zélia Amada/ Zélia de Deus/ Zélia das Artes/ Herdeira de…

Batizada de sagui-de-Schneider (Mico schneideri), em homenagem ao pesquisador brasileiro Horácio Schneider (1948-2018), geneticista da Universidade Federal do Pará e pioneiro da filogenética molecular de primatas, a descoberta alvoroçou a comunidade científica internacional. A nova espécie de sagui amazônico do…

Vereadoras denunciam ameaças de morte

As vereadoras Marta Costa (PT) e Lane Jacundá (PR), de Jacundá, foram à Alepa, hoje, denunciar que estão sofrendo ameaças de morte por terem votado a favor do afastamento do prefeito José Martins de Melo Filho, o Zé Martins (PMDB), investigado por improbidade administrativa. Recebidas pelo presidente da Casa, deputado Márcio Miranda, e pelo deputado Carlos Bordalo, presidente da Comissão de Direitos Humanos, elas contaram que Zé Martins foi afastado pela Câmara no dia 09 de agosto, por fraude em licitações, desvio de recursos da saúde e da assistência social e irregularidades no repasse de empréstimos consignados aos servidores. O rombo chegaria a R$ 16 milhões. 

Dos 13 vereadores do município, 12 foram favoráveis ao afastamento do prefeito, mas ele foi reintegrado ao cargo via liminar concedida pelo juiz local, Edinaldo Antunes Vieira. Agora, os trabalhos da comissão que investiga o caso foram suspensos, porque os vereadores se sentem intimidados.
Ameaças chegam via WhatsApp, já foram registradas tentativas de arrombamento nas casas de vereadores e o vereador Daniel dos Estudantes ficou refém com sua esposa e os três filhos pequenos em sua residência, durante suposto assalto no qual os bandidos nada levaram de valor. 
O clima é tenso no município e as sessões da Câmara são sob escolta policial. 

A Alepa pede ao Ministério Público do Estado e ao Tribunal de Justiça que as denúncias sejam apuradas e os responsáveis punidos com rigor.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *