Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é…

Vejam a votação na Câmara

O Plenário da Câmara dos Deputados está votando  de forma nominal, ao microfone, o parecer da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania que recomenda a rejeição do pedido de autorização para o STF processar, por crime comum, o presidente da República, Michel Temer, e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral).  

Aqueles a favor da autorização se pronunciam contra o parecer do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG)(“não”). Os que querem rejeitar a autorização dizem “sim”. 

Assisti aos deputados paraenses quando votaram. Beto Salame, Elcione Barbalho, Chapadinha, Helio Leite, Julia Marinho, José Priante, Josué Bengtson, Lúcio Vale, Nilson Pinto, Simone Morgado e Wladimir Costa disseram sim. Arnaldo Jordy, Beto Faro, Eder Mauro, Joaquim Passarinho e Zé Geraldo disseram não. Edmilson Rodrigues foi chamado duas vezes e declarado ausente pela mesa diretora; já tinha passado a vez da bancada do Pará e os deputados do Paraná estavam votando quando ele declarou o voto, que não foi computado, por impedimento regimental. Wlad, para não perder a mania, fez pantomima ao votar.

Cliquem aqui e assistam ao vivo pela TV Câmara.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *