Governador do Pará e presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, Helder Barbalho está com agenda intensa em Brasília, e em reunião com Lula nesta sexta-feira (27) apresentou documento proposto pelo CAL. Para o desenvolvimento regional do bioma amazônico,…

O Papa Francisco nomeou o atual bispo da prelazia de Marajó (PA), Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo de Roraima (RR), que estava sem titular há um ano, desde a transferência de Dom Mário Antônio da Silva para a arquidiocese de…

Utilizar o futebol como ferramenta de transformação social para crianças e adolescentes de todo o Pará é o objetivo do projeto "Futebol Formando Cidadão", que será lançado neste domingo (29) no oeste paraense. A iniciativa é do Tapajós Futebol Clube,…

No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

Veículos da Prefeitura de Tucuruí infernizam trânsito em Belém

Desde abril os moradores, empresários de comércio e serviços e centenas de pessoas que precisam se deslocar pela rua Ó de Almeida, entre as travessas Rui Barbosa e Benjamin Constant, no bairro do Reduto, em Belém, apelam à Semob para que fiscalize o trânsito e o estacionamento no local, em vão. Dia e noite os engarrafamentos são enormes por conta de um ônibus da Prefeitura de Tucuruí, a serviço do TFD – Tratamento Fora de Domicílio, que está há meses estacionadodiuturnamente em frente à casa de nº 1062, de acolhimento de pessoas doentes do município, situada nesse perímetro, além de uma van cinza claro e um carro tipo sedan, vermelho, permanentemente estacionados no lado oposto da rua, que é estreita, impedindo a circulação de qualquer veículo, grave violação da lei de trânsito, que é federal, causando todo tipo de transtorno e inclusive riscos de infarto, AVC ou surtos psicóticos em razão do altíssimo nível de estresse das pessoas afetadas. 

Hoje, a exemplo de outras incontáveis vezes, cadeirantes não podiam passar, pedestres faziam ginástica para contornar a van, motoristas foram obrigados a voltar de ré, na contramão e em alto risco de acidentes, porque mesmo fazendo buzinaço e ligações para a Semob, o Ciop, a Polícia Militar, a Polícia Civil e a Prefeitura de Tucuruí nada foi resolvido. Uma senhora chegou a registrar BO porque sofreu achincalhe ao pedir providência ao dono de um dos carros estacionados que impedem o ir e vir da população. O dono do carro vermelho só o tirou de lá ontem à noite depois que policiais da 1ª Cia. do 2º BPM foram lá exigir que o fizesse.

Os cidadãos que frequentam o bairro estão indignados. Ressaltam que a ausência de fiscalização, além de permitir e incentivar os abusos, ainda força condutores de veículos a cometer gravíssimas infrações de trânsito. Uma situação surreal, que já foi denunciada até através de Boletim de Ocorrência na Delegacia Seccional de São Bráse inclusive à Ouvidoria da Semob, sem qualquer resultado prático.

Acionada através das redes sociais, a Prefeitura de Tucuruí postou nota em resposta dizendo que “entende” os transtornos e que “já enviou as reclamações ao proprietário do ônibus, que é terceirizado”. E ainda conclui pedindo que seja informada “caso o caso continue”, para que medidas sejam tomadas. Os moradores salientam que a administração da Casa de Apoio de Tucuruí foi notificada pelas vítimas desde abril e nada fez. 

A esposa do prefeito de Tucuruí, Andreia Siqueira, é candidata a deputada estadual. Seria muito oportuno que mostrasse serviço pelo menos no município onde é a primeira-dama. A cidadania agradece. Até agora a selvageria e a inoperância têm sido evidentes.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *