0

Janyo Diniz, CEO do Grupo Ser Educacional, instituição mantenedora da Universidade da Amazônia, veio a Belém especialmente para, ao lado da reitora Betânia Fidalgo Arroyo, entregar à embaixadora da República Tcheca no Brasil, Pavla Havrlikova, comenda da Unama, que sedia o Consulado Honorário do país no Pará. O violonista, compositor, pesquisador, escritor e professor Salomão Habib apresentou um pocket show, imcluindo música tradicional tcheca, Rebongo, de sua autoria, e três variações pelo mundo do carimbó Sinhá Pureza.

No auditório, autoridades políticas, pesquisadores, cônsules, membros de instituições parceiras, cineastas e membros das Academias Paraenses de Letras, de Letras Jurídicas e de Jornalismo prestigiaram a solenidade, que estreitou laços entre os dois países.

A reitora Betânia Fidalgo Arroyo, ao destacar a importância do evento, frisou o ineditismo da parceria, a feliz coincidência de uma embaixadora mulher e uma reitora mulher, e a presença na mesa oficial da presidente da Associação Comercial do Pará, Elizabete Grunvald, a primeira mulher a presidir a ACP, segunda entidade empresarial mais antiga do país e a mais antiga do Pará, com 204 anos.

O cônsul da República Tcheca na Amazônia, Ernane Malato, que é membro da Academia Paraense de Letras, da Academia Paraense de Jornalismo e recém eleito para o Instituto Histórico e Geográfico do Pará, contou que fez a pós graduação na República Tcheca e desde então nunca perdeu a relação com o país, que evoluiu a ponto de implantar o consulado de modo totalmente original, dentro de uma universidade. “Nosso consulado, dentro de um novo formato – entre regras das relações internacionais – se estabelece na Unama por uma aproximação dessa grande universidade com a nação tcheca. E nosso objetivo é estabelecer intercâmbios culturais e científicos entre os povos e os estudantes que pretendem expandir os conhecimentos. A milenar República Tcheca e a Amazônia têm, agora, a oportunidade de enriquecer troca cultural e o próprio conhecimento”, pontuou Malato.

Ao destacar a competência e dinamismo da reitora da Unama, que é membro da Academia Paraense de Letras, Janyo Diniz lembrou que quando o Grupo Ser Educacional comprou o Colégio Universo, Betânia era a diretora e foi acertado um contrato de trabalho por três meses. Dez anos depois, ela cada vez mais brilha como reitora, expandindo horizontes.

Lançada também na Unama nesta segunda-feira, 4, prossegue até o próximo dia 6 uma mostra cinematográfica de produções tchecoslovacas, além de exposição de fotos contando a história e cultura do país no Leste Europeu.

A programação é no campus Alcindo Cacela. Ao longo da entrada do Auditório David Muffarej, uma exposição com pontos turísticos, artes e cultura tcheca.

Pavla Havrlíková explicou que os filmes selecionados sintetizam a essência e a inovação do cinema moderno da época e exploram diversos gêneros e narrativas, proporcionando visão multifacetada da produção cinematográfica tchecoslovaca.

“A mostra de cinema “Deslumbramentos tchecos” abarca filmes de uma geração de jovens cineastas recém graduados na Tchecoslováquia na década de 1960. Esse movimento é chamado de Nová Vlna – a nova onda do cinema tcheco – e despertou grande interesse mundial, gerando reverberações tal como a Nouvelle Vague francesa e o Cinema Novo brasileiro”, disse a embaixadora, lembrando das décadas muito difíceis atravessadas por seu país, durante a ocupação nazista e comunista.

A Mostra de Cinema “Deslumbramentos Tchecos” iniciou com o filme “Valerie e sua semana de deslumbramentos”, do diretor Jaromil Jireš (1970).

Nesta terça, 5, às 15h30, será exibido “O baile dos bombeiros”, com direção de Miloš Forman (1967), que a embaixadora definiu como uma “comédia amarga”. Em seguida, às 17h
será a vez de “Quem quer matar Jessie?”, com direção de Václav Vorlíček (1966).

Já na quarta, 6, às 15h30, será a vez de “O assassinato do Sr. Diabo, com direção de Ester Krumbachová” (1970). E às 17h, “Domingo desperdiçado”, com direção de Drahomíra Vihanová (1969).

Tomamos mais banhos do que em outros países, mas grande parte da população brasileira não tem acesso à água tratada

Anterior

Alepa celebra Paulo Freire com livro e aula magna

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *