Hoje, dia 23 de julho de 2021 às 19h, o Instituto Histórico e Geográfico do Pará realizada a nona “Live em Memória” da programação alusiva aos 121 anos do Silogeu, desta vez em homenagem ao centenário de nascimento do Almirante…

A igreja de São Francisco de Assis em Belém do Pará, carinhosamente chamada pelos fiéis de "Capuchinhos", completará cem anos de sua inauguração em 02 de outubro de 2022. A abertura oficial das festividades será com um concerto na igreja…

O trânsito continua matando mais do que muitas guerras. A administradora Gina Barbosa Calzavara, coordenadora dos bosquinhos da Universidade Federal do Pará, fez uma emocionante homenagem à memória do jovem Jean Serique Lameira, esportista do ciclismo e que também usava…

O Laboratório de Engenharia Biológica do Parque de Ciência e Tecnologia - PCT Guamá está estudando o sequenciamento genético do açaí, de modo a assegurar a rastreabilidade de ponta a ponta na cadeia produtiva e padrões de qualidade para os…

UEPA ensina a fazer cerveja frutada

A Universidade do Estado do Pará encerrou anteontem o curso de extensão Elaboração de Cerveja à base de Frutas Regionais. O diferencial da bebida é o sabor. Imaginem só cerveja com sabor de cupuaçu, acerola, manga e açaí, com teor alcoólico de 1,3% a 5%, que pode ser feita em casa!

As cervejas artesanais produzidas na Uepa descansaram por dez dias, tempo necessário para fermentação e depois armazenamento em geladeiras. Ao final do curso, alunos e convidados aproveitaram que era sexta-feira e degustaram 24 garrafas de 600 ml de cerveja sabor açaí.


A cerveja artesanal é feita a partir da fermentação de cereais, e começa na separação dos grãos, moagem e maltagem, até a fervura, maturação, pasteurização e armazenamento. Além de Belém, o curso já foi ministrado nos municípios de Paragominas, Marabá, Cametá e Salvaterra. 


O doutor em recursos naturais e coordenador do curso de extensão, professor Marcos Augusto Eger da Cunha, destaca que a bebida se diferencia das feitas industrialmente. Vejam só o que ele diz: “A nossa cerveja é toda natural e os alunos veem os produtos que vamos colocar. A cerveja tem que ter cevada, lúpulo, fermento e, no nosso caso, a fruta. Qualquer fruta. A cerveja em si é um remédio. O lúpulo serve contra enxaqueca, dor de cabeça. A cevada é revigorante”.
De quebra, o professor ainda recomenda ser interessante que as pessoas, na hora do almoço e jantar, tomem um copo de 300 ml de cerveja para permanecer com a saúde em dia. Mas não se afobem, a bebida deve ser consumida com moderação, realça o especialista.“Não é tomar uma garrafa, e sim um copo. A cerveja é tida como remédio, o único empecilho é o álcool”.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *