O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Troca de votos por cestas básicas

A Juíza Fernanda Lucena apreendeu cerca
de 12 toneladas de cestas básicas, acompanhadas de bandeiras do PTB, partido do atual
prefeito de Porto de Moz e recandidato Berg Campos, na embarcação denominada Capitão
Rodrigo.
Segundo denúncias dos vereadores Alcibenis,
o Pacu, (PV), Weider Lobato(PSDB) e Jango Torres(PV), além do dono do barco, de
prenome  Cláudio,  as cestas básicas seriam distribuídas para os
ribeirinhos. Tudo certo, se esses víveres não tivessem sido doados pela defesa
civil para serem distribuídas aos ribeirinhos que sofriam calamidade pública, no período de janeiro a abril, época de cheia dos rios.
Sem explicação cabível, as cestas básicas
estavam guardadas no depósito da prefeitura e não foram distribuídas durante a
enchente, só agora no período eleitoral.
Antes de procurar a juíza da comarca, os
denunciantes foram até o delegado de polícia civil relatar o fato e pedir que
averiguasse as denúncias. Mas o delegado Carlos Eduardo se recusou a acompanhar
os vereadores e só foi ao local horas mais tarde, quando ficou sabendo que a
juíza já se encontrava fazendo a apreensão. O delegado foi substituído.
O município se ressente da ausência do
representante do MPE, o promotor de justiça Adilton, que está respondendo pela
comarca de Porto de Moz.
 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *