Governador do Pará e presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, Helder Barbalho está com agenda intensa em Brasília, e em reunião com Lula nesta sexta-feira (27) apresentou documento proposto pelo CAL. Para o desenvolvimento regional do bioma amazônico,…

O Papa Francisco nomeou o atual bispo da prelazia de Marajó (PA), Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo de Roraima (RR), que estava sem titular há um ano, desde a transferência de Dom Mário Antônio da Silva para a arquidiocese de…

Utilizar o futebol como ferramenta de transformação social para crianças e adolescentes de todo o Pará é o objetivo do projeto "Futebol Formando Cidadão", que será lançado neste domingo (29) no oeste paraense. A iniciativa é do Tapajós Futebol Clube,…

No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

Todos pelo Museu Paraense Emílio Goeldi!

O Parque Zoobotânico e a Estação Científica Ferreira Penna terão que encerrar suas atividades, se mantido o atual quadro orçamentário do Museu Paraense Emílio Goeldi

Mais antigo do Brasil no seu gênero (criado em 1895), o Parque Zoobotânico fica no centro urbano de Belém, em área de 5,2 hectares, e abriga cerca de 500 espécies de plantas, entre ervas, cipós, arbustos e duas mil árvores de grande porte e arbustos, além de 80 espécies de aves, mamíferos, quelônios e répteis, exuberante mosaico da fauna e flora amazônicas. Tem um jardim histórico com paisagismo que retrata áreas de florestas de terra firme e inundadas. É lá que está, também, o mais antigo aquário público nacional, prestes a ser reaberto após 10 anos fechado para reforma e adaptações para nova concepção.

O Goeldi – referência obrigatória nos estudos sobre a Amazônia – recebe anualmente mais de 400 mil visitantes, e abre ao público de quarta-feira a domingo, das 9h às 17h.
A tradição, a diversidade e o ingresso de valor simbólico (R$3) tornaram
a instituição parte da vida de gerações e gerações parauaras.  

Já a Estação Científica Ferreira Penna do MPEG está situada na Floresta Nacional de Caxiuanã, entre Melgaço e Portel, no arquipélago do Marajó (PA), dois dos municípios com os mais baixos indicadores sociais do País. Foi implantada há 23 anos e sedia experimentos de longa duração e redes de monitoramento mundiais, além de funcionar como um laboratório avançado para pesquisas sobre florestas tropicais. 

Clique aqui e leia a Carta Aberta do coordenador da Estação ao presidente do CNPq.

Leia aqui a íntegra da carta aberta da direção do Museu Goeldi à sociedade paraense. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *