Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Hoje, dia 23 de julho de 2021 às 19h, o Instituto Histórico e Geográfico do Pará realizada a nona “Live em Memória” da programação alusiva aos 121 anos do Silogeu, desta vez em homenagem ao centenário de nascimento do Almirante…

Titular da Segup informa providências

Foto: Ascom Segup
Em atencioso telefonema, o secretário de Estado de Segurança Pública do Pará, delegado Luiz Fernandes, esclareceu ao blog que o disque-denúncia nº 181 deve ser utilizado como um elo entre a sociedade e as forças de segurança, uma ferramenta que favorece a colaboração efetiva da população e a eficácia dos serviços das Polícias Civil e Militar nas ações de prevenção e investigação, em conjunto com as atividades do Sistema de Justiça Criminal.
Por meio do número de telefone 181, o cidadão parauara pode fazer denúncias em todo o Estado e fornecer informações sobre crimes e diversas outras formas de violência, com a garantia do sigilo dos dados registrados e do anonimato do denunciante. A ligação é gratuita e o atendimento é realizado 24 horas por dia, sete dias por semana.
O cidadão recebe um número de protocolo para que, após 15 dias, possa acompanhar as providências que foram adotadas pela polícia, os resultados alcançados a partir da investigação e também para acrescentar novas informações.

No caso relatado por Rafaela Mácola Marques, em que a atendente pediu o endereço do assaltante, tratou-se de um equívoco quanto à utilização do canal, que deveria ter sido o 190, o número para chamadas de urgência e emergência do CIOP – Centro Integrado de Operações -, órgão que integra a PM, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Detran-PA. O secretário afirmou que a atendente do disque-denúncia 181 deveria ter explicado a Rafaela a diferença dos sistemas e ela mesma transferido a ligação, e revelou que já houve nova capacitação a fim de evitar que o fato se repita. Também adiantou que determinou imediatas providências no sentido do policiamento ostensivo na área do Hospital de Clínicas Gaspar Vianna, como se verifica na foto acima. 

Agradeço ao secretário Luiz Fernandes a pronta resposta às demandas da população e o seu gesto de prestar esclarecimentos pessoalmente. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *