A expectativa era grande em relação à ida do governador Helder Barbalho à Assembleia Legislativa para a leitura da Mensagem na instalação da 61ª Legislatura. Funcionou como uma espécie de termômetro da Casa, que abriga novos deputados na oposição, e…

Foram empossados hoje na Assembleia Legislativa do Pará os 41 deputados estaduais eleitos para a 61ª Legislatura (2023-2027). Em seguida houve eleição para a Presidência e a Mesa Diretora, em chapa única, tendo sido reeleito praticamente à unanimidade – por…

O governador Helder Barbalho está soltando a conta-gotas os nomes dos escolhidos para compor o primeiro escalão de seu segundo governo. Nesta quarta-feira será a posse dos deputados estaduais e federais e dos senadores, e a eleição para a Mesa…

Pela primeira vez na história, está em curso  um movimento conjunto da Academia Paraense de Letras, Academia Paraense de Jornalismo, Instituto Histórico e Geográfico do Pará e Academia Paraense de Letras Jurídicas, exposto em ofício ao governador Helder Barbalho, propondo…

TAC garantirá acessibilidade no Terminal

No Terminal Rodoviário de Belém do Pará não funcionam as escadas rolantes de acesso às rampas de passageiros, inexistem elevadores e as condições das unidades sanitárias são precárias, entre outros problemas enfrentados pelos usuários daquele espaço, todos comprovados no relatório feito durante vistoria pelo Grupo de Apoio Técnico Interdisciplinar do Ministério Público do Estado. Para as pessoas com deficiência física, mobilidade reduzida e idosos, é um martírio. O fato levou os promotores de Justiça Adriana de Lourdes Mota Simões Colares, Rodier Barata Ataíde e Joana Chagas Coutinho a firmarem, hoje, um Termo de Ajustamento de Conduta com a Sociedade Nacional de Apoio Rodoviário e Turístico Ltda (Sinart), Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon) e Secretaria Municipal de Economia (Secon), a fim de garantir a acessibilidade do Terminal no prazo máximo de doze meses, sem prejuízo às obrigações e aos prazos estipulados especificamente. 

O TAC tem 25 cláusulas, que tratam da reativação das escadas rolantes, do funcionamento das plataformas elevatórias; da adaptação das unidades sanitárias; da adequação do local de espera do Terminal Rodoviário e da destinação de 15% do total dos assentos daquela área preferencialmente às pessoas com deficiência. Assegura, também, o acesso à área interna de embarque para passageiro com deficiência, mobilidade reduzida, ou com mais de 60 anos e seu respectivo acompanhante que lhe preste auxílio, mesmo que não seja passageiro, sem que haja a cobrança de qualquer taxa; além do nivelamento da superfície das calçadas da área interna do Terminal, incluindo saguão e plataformas de embarque e desembarque, procedendo à instalação de piso tátil direcional e de alerta e à sinalização sonora para pessoas com deficiência visual, entre outras. 

O projeto arquitetônico de adequação de novo uso a ser implementado no Terminal deverá ser apresentado no prazo de 60 dias. Em caso de descumprimento do TAC a multa diária é no valor de R$2 mil, por obrigação descumprida, além da responsabilização civil e administrativa. O MPE e a  Arcon fiscalizarão o cumprimento das ações. 

Leiam aqui o TAC na íntegra. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *