Nesta quinta-feira, dia 21, até o sábado, 23, a Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa do Pará oferece os cursos de qualificação e atualização do projeto Forma Alepa/Elepa Itinerante em Santarém, atendendo toda a região do Baixo Amazonas, abrangendo também…

Em reunião conjunta das Comissões de Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO) e de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (18) foi aprovado o projeto de lei nº 363/2021, que autoriza o Governo do Pará a contratar operação…

Não houve o célebre círio fluvial de Oriximiná no rio Trombetas este ano, por causa da pandemia, mas a imagem de Santo Antônio flanou pelas águas, levada pela comunidade de várzea do Rio Cachoeiry, que celebrou o verão depois da…

Aprender mais sobre as boas práticas Lixo Zero e como aplicá-las no dia a dia, repensando hábitos de consumo e inspirando a população a enxergar os seus resíduos com dignidade é o que propõe a programação que acontecerá entre os…

Solidariedade empresarial em prol da adolescência


Parceiros do projeto “Elo da solidariedade empresarial em prol da adolescência”, Fábio e Ângela Sicília, donos do restaurante Famiglia Sicilia, receberam ontem à tarde 40 adolescentes alunos de escolas públicas em Belém.  Fábio instigou o grupo acerca da importância de definir metas de vida, buscar a verdade dos fatos e assumir responsabilidades, em palestra sobre “Conceitos que apoiam a tomada de decisão”. 

Em 26 de novembro do ano passado, o cenário foi a pizzaria Hut, que também acatou a proposta da Comissão de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem do TRT da 8ª Região, coordenada pela desembargadora do Trabalho Zuíla Dutra e pela juíza Vanilza Malcher, que tem o propósito de mostrar experiências de vida transformadoras aos adolescentes afilhados do projeto Acadêmico “Padrinho-Cidadão”. O empresário Rubens Magno Júnior conversou com 120 jovens atendidos pelo projeto. Junto com eles, familiares e acadêmicos padrinhos, além de juízes do Trabalho, do juiz de execução penal Cláudio Rendeiro (criador do personagem Epaminondas Gustavo) e outros voluntários, participaram do momento educativo. 


O primeiro empresário a estender suas mãos foi Alann Rezende, da Ciclor, que abriu as portas de seu estabelecimento a 60 adolescentes.

Outros empresários deveriam ajudar também crianças e adolescentes a terem o direito de sonhar e construir um futuro melhor. Participem!

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *