Ontem duas famílias viveram momentos de terror, vítimas de assalto à mão armada por volta das 13 horas, durante passeio no Parque do Utinga, um dos lugares mais lindos de Belém e importante equipamento turístico parauara. Trata-se do oitavo roubo…

Em iniciativa inédita, o Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro celebra os percursos individuais e coletivos que construíram as políticas de salvaguarda do patrimônio cultural no Brasil, lançando a obra “Em Defesa do Patrimônio Cultural”, organizado por…

Neste sábado, 16, postos de saúde ficarão abertos para a vacinação com foco em menores de 15 anos. Em Belém, 11 unidades vão funcionar das 8h às 14h. A campanha da Multivacinação iniciou no dia 04 de outubro e segue…

De autoria do carnavalesco e professor Paulo Anete, o enredo para o Carnaval 2022 da Escola de Samba Grêmio Recreativo Carnavalesco e Cultural Os Colibris, de Belém do Pará, é “Zélia Amada/ Zélia de Deus/ Zélia das Artes/ Herdeira de…

Sílvio Santos com prisão decretada

O juiz Altemar Paes, titular da 4ª Vara Penal de Belém, decretou hoje a prisão de Sílvio Santos, filho do ex-governador do Pará Carlos Santos, e de Francisco Carlos Pinheiro Magno, ambos radialistas, em razão de condenação criminal definitiva, por extorsão, à pena de cinco anos e quatro meses de reclusão e quinze dias-multa, a ser cumprida em regime inicial semiaberto pelos dois, que também tiveram os direitos políticos suspensos. Todos os recursos foram esgotados e a sentença já transitou em julgado.

Consta nos autos que Sílvio Santos veiculava denúncias contra o empreiteiro Raimundo Nonato de Oliveira, o Raimundão, no programa “Mexe-Pará”, e que junto com Francisco Magno passou a telefonar para a vítima solicitando que fizesse um “acerto” de R$ 50 mil para parar de falar mal dele na rádio, tendo o valor caído depois para R$
30 mil. Certo dia, Raimundão concordou em dar um cheque seu para que cessassem as acusações na rádio, e combinaram se encontrar no posto Invencível localizado na Lomas Valentinas, entre 25 de Setembro e 
 Av. Almirante Barroso. Só que, antes, o empreiteiro foi até à Delegacia do Marco, onde registrou boletim de ocorrência e saiu
acompanhado de três policiais. No posto Invencível, Sílvio Santos ficou
dentro do carro, enquanto Francisco Magno
desceu para pegar o cheque. Os policias fizeram o flagrante e eles foram presos. A condenação foi lavrada em 30 de janeiro de 2015, houve recurso, o TJE-PA manteve a decisão e só agora, após certificado o trânsito em julgado, foi efetivada.

O juiz Altemar Paes considerou as provas contundentes, além do que o entendimento jurisprudencial dominante é de que as palavras das vítimas, ainda mais se corroboradas pelos demais elementos probatórios carreados aos autos, justificam a sentença condenatória.  


Cliquem aqui para ler a sentença na íntegra (proc. nº 0002407-13.2004.8.14.0401)

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *