Para marcar os quinze anos de criação das Florestas Estaduais de Faro, Trombetas e Paru, da Estação Ecológica Grão-Pará e da Reserva Biológica Maicuru, na Calha Norte, hoje (4), o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) lançou…

Lançamentos literários, apresentações de teatro, oficinas voltadas para as culturas pop e japonesa, arrecadação de livros, atividades pedagógicas e lúdicas direcionadas ao público infantil, entre outras ações, estão no cardápio de cultura e arte servido aos visitantes do estande da…

O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Sereia atirada às piranhas

Vejam a que ponto chega a hipocrisia. Denise Leitão Rocha é assessora jurídica
do senador Ciro Nogueira (PP-PI), presidente da CPI do Cachoeira, e o acompanha
em todas as sessões, por isso é conhecida entre parlamentares e jornalistas. Comete
o pecado de ser muito bonita e usar roupas que valorizam sua silhueta. Pois
bem. Primeiro, o jornal Extra retirou da página dela no Facebook fotos em que
traja biquíni. E agora um vídeo em que ela aparece em cenas de sexo com seu
namorado, que também é servidor do Senado, vazou na internet, depois de ter circulado
nos gabinetes em pen drive.
Ao invés de investigar as circunstâncias e os
responsáveis pelo dano à imagem da assessora, o senador Ciro Nogueira está
ensaiando demiti-la. O que ele diz é uma vergonha: “Só se fala nisso. Não me cabe julgar a vida pessoal dela, mas também
não posso ter uma celebridade como assessora, alguém que aparece mais do que o
trabalho. Estou avaliando se ela continua ou não na minha equipe. Ela não
seguiu orientação para não se expor. É uma situação constrangedora. Não
queremos um tipo de assessora que apareça mais do que o trabalho que faz.
Ele mesmo ressalva a inocência de Denise,
embora a jogue aos leões (ou seria aos porcos?): “É uma boa assessora. Minha
preocupação inicial é que se falava que o vídeo havia sido gravado nas
dependências do Senado, mas pelo que me disseram não foi aqui
.”
A mulher do senador, deputada Iracema Portela (PP-PI), também é membro
da CPI e vai – olhem só! – ajudá-lo a decidir se mantém ou não a assessora. Ah!
Ela jura que “não sente ciúmes” e que
há uma situação constrangedora.”
Incrível é que o mesmíssimo senador Ciro
Nogueira, presidente da CPI do Cachoeira, se encontrou com o empresário
Fernando Cavendish – dono da Delta e envolvido até o pescoço nas investigações
– numa viagem a Paris quando já era público e notório que o empresário seria
investigado pela CPI. O fato foi noticiado na imprensa e o congressista –
tampouco sua mulher deputada – não acharam constrangedor.  Se o julgamento tivesse o mesmo peso e a mesma
medida, no mínimo deveria ter renunciado à presidência da CPI, quando não ao
próprio mandato.
Denise está deprimida com a situação. O
senador e sua mulher não terão o menor pejo em demiti-la. E assim o Senado brasileiro
vai. Ah! Qualquer semelhança com fatos que acontecem no Pará é mera coincidência.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *