A expectativa era grande em relação à ida do governador Helder Barbalho à Assembleia Legislativa para a leitura da Mensagem na instalação da 61ª Legislatura. Funcionou como uma espécie de termômetro da Casa, que abriga novos deputados na oposição, e…

Foram empossados hoje na Assembleia Legislativa do Pará os 41 deputados estaduais eleitos para a 61ª Legislatura (2023-2027). Em seguida houve eleição para a Presidência e a Mesa Diretora, em chapa única, tendo sido reeleito praticamente à unanimidade – por…

O governador Helder Barbalho está soltando a conta-gotas os nomes dos escolhidos para compor o primeiro escalão de seu segundo governo. Nesta quarta-feira será a posse dos deputados estaduais e federais e dos senadores, e a eleição para a Mesa…

Pela primeira vez na história, está em curso  um movimento conjunto da Academia Paraense de Letras, Academia Paraense de Jornalismo, Instituto Histórico e Geográfico do Pará e Academia Paraense de Letras Jurídicas, exposto em ofício ao governador Helder Barbalho, propondo…

Semma diz que serviço da Cosanpa fragilizou árvore

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Belém divulgou na tarde desta sexta-feira, 20, o laudo técnico acerca da mangueira que caiu na quinta-feira, 19, na avenida Alcindo Cacela, entre as avenidas Governador José Malcher e Magalhães Barata.

De acordo com o documento, a árvore era de grande porte e com idade antiga, que estava com a “copa vigorosa e bem enfolhada”, com o caule saudável, sem lesões ou deteriorações, “não estava comprometido internamente (não estava oco)” e tinha “sistema radicular com raízes ativas”.

Apesar da mangueira não apresentar anormalidades em sua estrutura, a Semma afirma que o vegetal sofreu “visível interferência no lado do calçamento, causada pela recente recuperação de uma tubulação”, após serviço executado pela Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa). Conforme o laudo, a interferência nas raízes, somada ao excesso de água no solo devido às fortes chuvas registradas nos últimos dias, contribuiu diretamente para a queda do vegetal.

Ao Semma sustenta que ao longo dos anos tem realizado trabalhos preventivos nas árvores da capital paraense, a fim de evitar novas quedas. Durante as atividades, as equipes do órgão realizam avaliação dos vegetais, com o intuito de verificar a situação. Quando há detecção de irregularidades, o órgão atua na supressão das árvores que apresentam riscos de queda.

Laudo técnico foi elaborado pela Semma e divulgado na tarde desta sexta-feira, 20

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Participe da discussão

1 comentário

  1. Neste caso específico, deve ter sido fuga de material que dava sustentação às raízes.
    Após mais este fato, faz-se necessário uma ação preventiva de especialistas catalogando as mangueira das áreas centrais da cidade, onde existe a maior incidência destes fatos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *