0

A quinta-feira (24) foi intensa no combate ao crime organizado, pela Superintendência da Polícia Civil do Pará na Região Metropolitana de Belém, 2ª Região Integrada de Segurança Pública – Risp e Seccional Urbana de Marituba. Mandados de prisão pelos crimes de tráfico de drogas, roubo e homicídios foram cumpridos em Marituba, e apreendidos aparelhos celulares e substâncias ilícitas. Em Ananindeua, foi preso um homem autuado pela Lei Maria da Penha, por violência doméstica e outro condenado por estupro. No período de 1º a 31 de janeiro deste ano, a Região Metropolitana de Belém registrou redução de 47% nos crimes violentos letais intencionais, que englobam homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte, o melhor índice de redução nos crimes violentos na linha histórica dos últimos dez anos. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), via Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac).

A Segup, em conjunto com órgãos do sistema de segurança pública, deflagrou a “Operação Xingu” no município de Altamira, um dos mais violentos do Pará e sede da 11ª Região Integrada do Xingu. A estratégia do projeto ‘Segurança Por Todo o Pará’ inclui a descentralização da gestão de segurança no interior, com execução de planos operacionais definidos após mapeamento de cada área, fiscalização de rodovias estaduais, reforço do policiamento e ações para cumprimento do decreto estadual de combate à proliferação da Covid.

O secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado (foto), reuniu os gestores da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Secretaria Extraordinária de Administração Penitenciária, Polícia Científica do Pará, Detran e Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp), além dos representantes regionais, inclusive a Guarda Municipal e Departamento Municipal de Trânsito, que conhecem a realidade local, as demandas e especificidades, para que juntos trabalhem utilizando os dados estatísticos e as informações da Inteligência nas ações ostensivas, preventivas e repressivas. O plano tático operacional foi apresentado ao governador Helder Barbalho na sexta-feira passada (18).

Ponte sobre o rio Meruú homenageia o “Patativa do Tocantins”

Anterior

Cheia em Marabá pode ultrapassar 13 metros

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *