0




Um
secretário de Estado ficará encarregado pelo governador Simão Jatene especialmente
de cuidar da integração entre as Secretarias e demais órgãos da administração
pública estadual. Não será um secretário hierarquicamente superior, e sim uma
espécie de gerente do primeiro escalão, que vai fazer com que os projetos de
cada organismo estadual “conversem” entre si, convergindo para o objetivo que
deve ser único, de modo a azeitar a máquina pública, evitando que cada um reme para um lado diferente. A ideia é muito boa. Ninguém ignora que a falta de sintonia acarreta atrasos, aumenta custos e impede a eficiência.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Mais realistas do que o rei

Anterior

Para o dia nascer feliz

Próximo

Você pode gostar

Comentários