Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é…

São Félix do Xingu sediou o Pará

Foto: Thiago Gomes

São Félix do Xingu, que vive a Semana dos Povos Indígenas, aberta oficialmente ontem, foi a sede do governo do Pará, hoje. Estavam lá o governador Simão Jatene, o vice-governador Zequinha Marinho e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Márcio Miranda, além das secretárias de Estado de Integração de Políticas Sociais, Izabela Jatene; de Assistência Social, Trabalho Emprego e Renda, Ana Cunha; e de Esporte e Lazer, Renilce Nicodemos. Jatene entregou a documentação da légua patrimonial do município, referente a uma área de 2.420,83 hectares, demanda que se arrastava há muitos anos porque, no passado, houve equívoco na descrição dos polígonos, o que precisou ser retificado pelo Iterpa, assim como o decreto que assegurava o repasse das terras urbanas. O governador também entregou 30 títulos definitivos de terra para produtores rurais, e premiou os vencedores das primeiras modalidades disputadas pelos indígenas: atletismo, arco e flecha e futebol de salão. 


Jatene recebeu das mãos dos caciques uma carta com as reivindicações dos povos indígenas que participam do evento. O direito à identidade cultural e sobre as terras ocupadas tradicionalmente pontuam o documento. 

“Na carta pedimos ao governador que olhe pelo povo Kayapó e também por todos os povos tradicionais do Estado. Ajudar também o povo Kayapó a resgatar a cultura e abrir as portas para receber as lideranças indígenas do Estado. Mais do que comemorar nossa cultura, nós queremos apoio para o nosso povo”, acentuou o cacique Bep-Nhoti Kayapó. 

Os deputados Miro Sanova e Jaques Neves também integraram a comitiva.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *