O Tribunal Regional Eleitoral do Pará oficializou o resultado da eleição suplementar em Viseu 39 minutos após o encerramento da votação. Foi eleito prefeito Cristiano Vale (nº 11 – PP – Voltando pra Cuidar da Gente) e vice-prefeito Mauro da…

Nem bem foi inaugurado, e ainda faltando a instalação dos bancos e finalização, o calçadão da Avenida Beira-Mar, em Salinópolis, sofreu diversas avarias. A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras acionou a empresa responsável pela obra, que está executando ações…

A expectativa era grande em relação à ida do governador Helder Barbalho à Assembleia Legislativa para a leitura da Mensagem na instalação da 61ª Legislatura. Funcionou como uma espécie de termômetro da Casa, que abriga novos deputados na oposição, e…

Foram empossados hoje na Assembleia Legislativa do Pará os 41 deputados estaduais eleitos para a 61ª Legislatura (2023-2027). Em seguida houve eleição para a Presidência e a Mesa Diretora, em chapa única, tendo sido reeleito praticamente à unanimidade – por…

Santarém na mira do MP

A pedido do promotor de Justiça José Frazão Menezes, a  juíza Betânia de Figueiredo Pessoa, de Santarém, determinou que no prazo de 120 dias seja implantado, no hospital municipal, plantão presencial de 24 horas/dia da semana na pediatria, com atendimento de médico clínico geral específico, e incluído mais um clínico geral para o plantão de 24h, de modo que fiquem no mínimo três. Na ortopedia, deverá ser mantido plantão de 24 horas nos finais de semana e, de segunda a sexta-feira, plantão presencial de 12 h e sobreaviso de 12 h. Na anestesiologia, plantão de presencial de 12 h e sobreaviso de 12 h. 
Expirado o prazo, a prefeitura terá cinco dias para confirmar o cumprimento dos plantões, sob pena de multa diária de R$ 5 mil, aplicada à prefeita Maria do Carmo, que deve apresentar, ainda, a escala de obstetras de plantão, bem como os registros de atendimento de obstetrícia de urgência e emergência em unidade própria e rede conveniada do ano de 2011.

Quanto a insumos materiais e medicações básicas, a magistrada mandou que estejam disponíveis  em caráter contínuo e permanente, com prazo de 30 dias para comprovação. No que se refere à implantação e manutenção de rotina de higienização e limpeza, deu 90 dias para que seja implantada a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar e suas rotinas, conforme as normas das práticas sanitárias previstas, com prazo de 100 dias para cumprimento. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *