Não houve o célebre círio fluvial de Oriximiná no rio Trombetas este ano, por causa da pandemia, mas a imagem de Santo Antônio flanou pelas águas, levada pela comunidade de várzea do Rio Cachoeiry, que celebrou o verão depois da…

Aprender mais sobre as boas práticas Lixo Zero e como aplicá-las no dia a dia, repensando hábitos de consumo e inspirando a população a enxergar os seus resíduos com dignidade é o que propõe a programação que acontecerá entre os…

Aprovado à unanimidade pela Assembleia Legislativa, o projeto de lei nº 245/2021, de autoria do Poder Executivo, dispondo sobre a denominação do Arquivo Público do Estado do Pará, em homenagem ao jurista e professor paraense Zeno Augusto de Bastos Veloso,…

Ontem duas famílias viveram momentos de terror, vítimas de assalto à mão armada por volta das 13 horas, durante passeio no Parque do Utinga, um dos lugares mais lindos de Belém e importante equipamento turístico parauara. Trata-se do oitavo roubo…

Roteiros Geo-Turísticos

O projeto Roteiros Geo-Turísticos, do grupo de pesquisa em Geografia do Turismo da Faculdade de Geografia e Cartografia da UFPA, faz uma homenagem aos 113 anos da praça Batista Campos. O percurso neste domingo se chama “O Bairro de Batista Campos e suas transformações socioespaciais”. O ponto de partida é o Horto Municipal, às 8h30, passando pela feira de Batista Campos, Cemitério da Soledade, Praça Batista Campos, travessa Padre Eutíquio, Praça Ferro de Engomar e Praça e Igreja da Trindade. Os interessados podem se inscrever gratuitamente via formulário online ou pelo e-mail roteirosgeoturisticos@gmail.com, até amanhã cedo. 

Em razão de o passeio ser todo a pé, é recomendado que os participantes usem tênis, roupas leves e boné. Também é aconselhável levar protetor solar e guarda-chuva ou capa.

O Roteiros Geo-Turísticos funciona desde 2011, e apresenta aspectos históricos e geográficos de Belém, de modo a divulgar o patrimônio cultural, material e imaterial da cidade. Já estão formatados roteiros pelos bairros da Cidade Velha, Campina e Reduto, além dos roteiros da Belle Époque, Pela Estrada de Nazaré, “O Arquiteto Antonio Landi e a Belém do século XVIII” e Ver-o-Peso ao Porto de Belém

As ações do projeto – do qual participam estudantes de ensino médio e graduação e professores de diversas áreas do conhecimento, como Geografia, História, Museologia, Turismo e Arquitetura – são executadas também no município de Cametá e na Vila de Icoaraci. E já foram realizadas atividades em Altamira, Marabá, Vigia e Ponta de Pedras, em anos anteriores à implantação do projeto. 

A foto da Praça Batista Campos é de Cláudio Santos.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *