0

Ontem (11) à noite, na nova pracinha na praia do Maçarico, em Salinópolis (PA), visitantes sofreram descargas elétricas ao passar ao lado de postes de iluminação, devido às poças de água deixadas pela maré alta. A fiação é subterrânea e parte do calçamento está destruído, o que representa risco inclusive de morte por eletrocussão. Mesmo acionadas, a Equatorial Energia e a Prefeitura Municipal não tomaram qualquer providência, nem a Sedop – Secretaria de Estado de Obras Públicas e a empreiteira executora da obra. No domingo a maré alcançou 5,5 metros.

Com fortes chuvas, tempestades elétricas e maré altíssima, não é prudente estar no local, deveriam isolar a área, mas muitas famílias permanecem ali, apreciando o arrebentar das ondas na amurada, de forma totalmente desprotegida. “Muito perigoso, havia pessoas com baixa percepção de risco nadando e pulando das árvores no pico da maré ontem”, observou a ambientalista e canoísta Zanna Guedes.

“Aconteceu comigo e a minha filha de 4 anos, fomos atingidas por uma descarga elétrica, no momento do choque ela vomitou, eu fiquei desesperada, mas graças a Deus ela está bem”, contou uma jovem senhora. “Meu filho pegou um choque e o rapaz que trabalhava como ambulante no local disse que eles já tinham acionado as autoridades mas nada foi feito; aí eu pergunto: só vão dar jeito quando acontecer o pior?”, questionou outra mãe, afirmando não ter sido vista uma só ambulância ou militares do Corpo de Bombeiros.

Confiram as imagens. Vídeos e fotos de Zanna Guedes.

Bebê peixe-boi já sob cuidados em Belém

Anterior

Pará vai ter mais cinco unidades IFPA

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *