0

Cinco cidades paraenses estão incluídas no plano de expansão da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica: Alenquer, Barcarena, Redenção, Tailândia e Viseu. Somados, os municípios registram quase 413 mil habitantes. Os institutos federais são instituições especializadas na educação profissional e tecnológica, oferecendo também educação básica e superior, gratuitamente, e têm como obrigatoriedade legal garantir pelo menos metade de suas vagas para cursos técnicos de nível médio, prioritariamente na forma integrada, de modo a proporcionar oportunidades para jovens e adultos, especialmente os mais vulneráveis.

Dos R$3,9 bilhões em obras a partir de recursos do Novo PAC, R$2,5 bilhões serão aplicados na criação de novos campi e R$1,4 bilhão na consolidação de unidades dos IFs já existentes, como a construção de refeitórios, ginásios, bibliotecas, salas de aula e equipamentos. Os novos campi trarão incremento ao setor da construção civil, com geração de emprego e renda nos municípios beneficiados.

O Nordeste receberá o maior número de novos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia: nos nove estados serão construídos 38. O Sudeste terá 27 novos campi, seguido da região Sul, com 13; do Norte, com 12; e do Centro-Oeste, com 10. Entre os estados, São Paulo é o mais beneficiado, com 11 cidades atendidas com a construção de 12 IFs (dois na capital). Minas Gerais empata com a Bahia, em cada um oito unidades. Na sequência, Pernambuco, Ceará e Rio de Janeiro, com seis; depois Paraná, Rio Grande do Sul e Pará, com cinco IFs.

Risco de eletrocussão na orla de Salinas

Anterior

Helder anuncia auxílio estudantil em aula inaugural da Uepa

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *