A empresa de ônibus Belém-Rio, que faz a linha para o distrito de Outeiro – Ilha de Caratateua, em Belém, aparentemente está falida e reduziu pela metade a sua frota, causando enorme sofrimento aos usuários do transporte coletivo. O serviço,…

A Cosanpa abriu nada menos que seiscentos buracos imensos nos bairros mais movimentados de Belém, infernizando a vida de todo mundo com engarrafamentos e causando graves riscos de acidentes, principalmente porque chove sempre, e quando as ruas alagam os buracos…

O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

Reivindicações da Ouvidoria da Alepa

O deputado Raimundo Santos, líder do PEN e Ouvidor-Geral da Alepa, encaminhou ao
presidente da Mesa Diretora, deputado Manoel Pioneiro(PSDB), aos candidatos a
presidente José Megale (PSDB) e Martinho Carmona(PMDB) e aos demais deputados
uma plataforma de reivindicações, que, diga-se de passagem, são essenciais para
o funcionamento da Casa. Confiram:

Ofício Circular nº. 02/2012-OP                                                      Belém, 28 de novembro de 2012.
Senhor (a) Deputado (a),
Encaminho a Vossa Excelência pauta
desta Ouvidoria Parlamentar, ampliada em relação ao Ofício Circular nº.
01/2012-OP, já submetida ao Excelentíssimo Senhor Presidente da Mesa Diretora
deste Poder Legislativo, sugerindo a adoção de medidas visando ao melhor
funcionamento desta Casa, no que respeita ao seu papel institucional, de modo a
inseri-la dentre as primeiras Assembleias Legislativas do Brasil quanto à
eficiência legislativa e ao desempenho funcional, aprimorando, dessa forma, o exercício
da atividade parlamentar e o serviço ao cidadão.
DAS MEDIDAS SUGERIDAS:
  1. Gerenciamento de TI (Tecnologia
    da Informação):
1.1.           
Objetivando
inserir a Assembleia Legislativa do Estado do Pará no caminho da modernidade,
torna-se premente uma verdadeira revolução na área tecnológica para permitir
que as atividades e a administração deste Poder Legislativo ocorram em
observância à Tecnologia da Informação de ponta e com equipamentos de última
geração, nos moldes do que já foi adotado por outras Assembleias Legislativas
da Federação. Não há como obter maior eficiência e mais transparência na
atuação, sem esse gerenciamento de Tecnologia da Informação;
1.2.           
Para
isso, urgente se faz o resgate do Centro de Processamento de Dados, hoje
dividido em dois Centros (Centro de Processamento de Dados do Plenário e Centro
de Processamento de Dados Funcionais e Serviço de Rede de Setores), que acabam
por ser inoperantes e frágeis em seu todo. Assim, a unificação dos respectivos
Centros, com investimentos em hardware
e software, permitirá que esta Casa
tenha um gerenciamento de TI “top de linha”, capaz de responder de forma
proativa aos reclamos das atividades parlamentares e junto aos órgãos que
compõem o organograma da ALEPA e, ademais, no atendimento ao público em geral,
com satisfação e presteza quanto às atividades administrativas e legislativas.
Os investimentos necessários seriam, portanto, em duas frentes, a saber:
1.2.1.      Hardware (infra-estrutura
– parte física – componentes necessários para suportar o software – parte lógica) – computadores, impressoras, scanners,
unidades de armazenamento, servidores, rede, cabeamento, etc.; e
1.2.2.      Software (parte
lógica) – sistemas operacionais e de gestão, editores de texto, planilhas,
e-mails, banco de dados, interfaces
de Internet e Intranet, redes sociais corporativas, etc.
II.    Qualificação Profissional:
 Empreender ações e projetos com foco na Gestão
do Conhecimento,
oferecendo
aos servidores cursos de curta duração, com base
na análise das necessidades de capacitação demandadas, considerando o
desenvolvimento de competências gerais, operacionais, técnico-administrativas e
gerenciais. É fundamental que a ALEPA disponha de técnicos altamente
qualificados, nas mais diversas áreas do conhecimento, imprescindíveis para dar
alicerce às atividades legislativas. Nesse sentido, na busca da excelência, cabe,
ainda, a esta Casa financiar para alguns integrantes do seu quadro funcional
cursos de maior duração, em nível de pós-graduação, mestrado, doutorado e
pós-doutorado.
III.
Medidas
Administrativas:
3.1.       Implantar plantão logístico no Poder
Legislativo nos feriados e finais de semana para dar suporte aos parlamentares
que tenham a necessidade de desenvolver atividades nesses períodos, com a
devida utilização das instalações administrativas (por exemplo: funcionamento
telefônico, internet e banheiros.);
3.2.       Tomar providências quanto à construção
do quadro geral de chaves de todas as salas e ambientes do Poder Legislativo
junto à Assessoria Militar, inclusive Gabinetes Parlamentares e todas as salas
de comissões técnicas, desenvolvendo, para tanto,  controle de acesso às chaves com
identificação e registro das pessoas que poderão utilizá-las nos dias úteis,
feriados e finais de semana, devidamente autorizadas e agendadas por quem de
direito;
3.3.       Desafogar o atendimento ao público
pelo Banco do Estado do Pará – BANPARÁ, disponibilizando, para tanto, a
existência de dois ambientes nas dependências do Poder Legislativo, quais sejam:
3.3.1.     Atendimento para parlamentares; e
3.3.2.     Atendimento para os servidores e
público em geral;
3.4.       Desenvolver, pelo setor responsável,
uma planilha de manutenção periódica para melhor assistência aos bebedouros, splits e frigobares, onde houver;
3.5.       Disponibilizar para os gabinetes dos
parlamentares que não possuam banheiro interno, banheiros dentre aqueles
destinados ao público, de forma que haja exclusividade para a utilização pelos
deputados. Nesses banheiros reservados, deverá haver cabideiro e estrutura condizente
com as necessidades dos parlamentares;
3.6.       Observar a
imediata necessidade da troca dos elevadores em funcionamento neste Poder
Legislativo, há anos defasados, por elevadores que atendam às exigências de
modernização do mercado com sistemas de segurança e tecnologia de ponta,
obtendo-se, com isso, funcionamento imediato, atualizado e inovador, reunindo
prioritariamente segurança, tranquilidade, confiabilidade e rapidez no
atendimento aos passageiros. Essa troca de elevadores representará, também, a redução
do consumo de energia elétrica e do custo com a reposição constante de peças e
componentes para o funcionamento dos elevadores hoje existentes e inoperantes;
3.7.       Otimizar o
funcionamento da Secretaria Legislativa, Diretorias de Departamentos, Chefias
de Seções e Serviços, a fim de que a burocracia não emperre os trâmites dos
documentos e processos; e
3.8.       Reestruturar
a Assessoria de Imprensa e Divulgação, de forma que atenda a todos os deputados
no que se refere à veiculação dos seus trabalhos, nos espaços correspondentes,
mantendo o site institucional da ALEPA atualizado diariamente com notícias das
sessões ordinárias e extraordinárias, além das reuniões das Comissões Técnicas
e sessões especiais, solenes e audiências públicas. Tudo isso contribuirá para
a boa imagem do Poder Legislativo.
IV.
Medidas
Políticas:
4.1.       Resgatar o processo de interiorização
da Assembleia Legislativa em Municípios de referência das regiões que compõem o
Estado do Pará;
4.2.       Implantar o funcionamento do Colégio
de Líderes, com reuniões periódicas, no mínimo uma por mês;
4.3.       Divulgar maciçamente as atividades da
Assembleia Legislativa por meio de veiculação em jornais, emissoras de rádio e
televisão, em todas as regiões do Estado do Pará;
4.4.       Estender o funcionamento do Centro de
Atendimento ao Cidadão – CAC (cidadão e jurídico) aos finais de semana e
feriados;
4.5.       Prestar apoio, por meio da Escola do
Legislativo, às Câmaras Municipais do Pará, mediante a realização de cursos e
treinamentos que possam conferir maior qualificação às respectivas Mesas
Diretoras, vereadores e servidores quanto ao desempenho da atividade
parlamentar; e
4.6.       Realizar um programa de apoio para a
implantação de Ouvidorias no âmbito das Câmaras Municipais, mediante a
interlocução feita pela Ouvidoria da ALEPA.
                                                Deputado RAIMUNDO SANTOS
Ouvidor-Geral

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *