A 27ª Unidade de Conservação do Estado do Pará abrange os municípios de Jacareacanga e Novo Progresso, no sudoeste paraense. O Decreto nº 1.944/2021 foi assinado pelo governador Helder Barbalho na quinta-feira, 21, e publicado ontem (22) no Diário Oficial…

O Atlas da Dívida dos Estados Brasileiros, lançado no Fórum Internacional Tributário pela Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital, aponta que a dívida ativa das empresas com os entes federados soma estratosféricos R$ 896,2 bilhões, significando 13,18% do PIB…

Ao abrir oficialmente o Forma Alepa/Elepa, o presidente da Assembleia Legislativa do Pará, deputado Chicão, destacou a importância do trabalho que vem sendo executado pela Escola do Legislativo, treinando, qualificando e atualizando gestores, vereadores e servidores públicos, que dessa forma…

Em Itupiranga, força-tarefa do Ministério Público do Trabalho no Pará e Amapá, Auditoria Fiscal do Trabalho, Defensoria Pública da União e Polícia Federal resgatou sete trabalhadores em condições análogas às de escravos, em duas fazendas no sudeste paraense, e prendeu…

Projeto Cinema e Música abre amanhã

Anotem na agenda: amanhã o projeto Cinema e Música abre a temporada 2017 exibindo no Cine Olympia, às 18h30, ‘O Gabinete das figuras de cera’, obra-prima do expressionismo alemão, dirigido pelo cenógrafo e diretor de arte Paul Leni. A classificação é de 12 anos e a sessão, gratuita.
O filme faz uma viagem pelo universo fantástico através de histórias inspiradas em três grandes vilões. 
O pianista Paulo José Campos de Melo garantirá o clima apavorante executando (epa!) a trilha ao vivo enquanto a história é contada na tela.  

Eis a sinopse: um jovem poeta é contratado por um museu de cera para escrever as biografias de três grandes criminosos que ganharam sua própria estátua no local. A partir de então, o filme narra episódios sobre os personagens (o califa de Bagdá Harun al Raschid; Ivan, O Terrível e Jack, O Estripador), apresentando visões independentes da maldade humana, narradas de formas variadas e em episódios de tamanho desigual. Auxiliado pela secretária da exposição, o poeta vai apresentando seus contos ao espectador no formato de sonho, sempre colocando ele próprio e a garota nessas situações imaginárias cheias de tensão, agonia, reviravolta e até toques de humor. A estreia mundial, para vocês terem uma ideia do clássico, foi em 13 de novembro de 1924.

O Projeto Cinema e Música é promovido sempre às segundas terças-feiras de cada mês em parceria da Fundação Carlos Gomes, Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel) e Associação Paraense de Críticos de Cinema (APCC).

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *