Governador do Pará e presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, Helder Barbalho está com agenda intensa em Brasília, e em reunião com Lula nesta sexta-feira (27) apresentou documento proposto pelo CAL. Para o desenvolvimento regional do bioma amazônico,…

O Papa Francisco nomeou o atual bispo da prelazia de Marajó (PA), Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo de Roraima (RR), que estava sem titular há um ano, desde a transferência de Dom Mário Antônio da Silva para a arquidiocese de…

Utilizar o futebol como ferramenta de transformação social para crianças e adolescentes de todo o Pará é o objetivo do projeto "Futebol Formando Cidadão", que será lançado neste domingo (29) no oeste paraense. A iniciativa é do Tapajós Futebol Clube,…

No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

Priante assume relatoria do PLC sobre Lei Kandir

O deputado federal José Priante(PMDB-PA) assume amanhã às 14h, em Brasília, a relatoria do projeto de lei complementar que dispõe sobre a compensação financeira devida pela União aos Estados,
Distrito Federal e Municípios em função da perda de receita decorrente
da desoneração de ICMS sobre exportações de bens primários e
semielaborados e da concessão de crédito nas aquisições destinadas
ao ativo permanente, conforme o artigo 91 do Ato das Disposições
Constitucionais Transitórias. O Pará tem sido o mais prejudicado, nas últimas duas décadas.

A missão de Priante é de importância estratégica. Em entrevista exclusiva ao blog, ele adiantou que vai ouvir o governador Simão Jatene, a bancada federal e todos os senadores do Pará. Em seu parecer, o relator deverá fixar um critério e o percentual da compensação, inclusive o mecanismo para resgate do crédito a quem têm direito os que deixaram de receber os recursos compensatórios.
 
A regulamentação das compensações devidas em razão da lei Kandir é talvez a principal demanda paraense dos últimos vinte anos. Trata-se de bilhões de reais que nunca chegaram aos cofres do Estado e que vêm impedindo o seu desenvolvimento. Uma dívida que a União precisa honrar e que cabe aos parauaras exigir.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *