Para marcar os quinze anos de criação das Florestas Estaduais de Faro, Trombetas e Paru, da Estação Ecológica Grão-Pará e da Reserva Biológica Maicuru, na Calha Norte, hoje (4), o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) lançou…

Lançamentos literários, apresentações de teatro, oficinas voltadas para as culturas pop e japonesa, arrecadação de livros, atividades pedagógicas e lúdicas direcionadas ao público infantil, entre outras ações, estão no cardápio de cultura e arte servido aos visitantes do estande da…

O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Policiais rodoviários em cana

O promotor de Justiça Militar Armando Brasil Teixeira denunciou hoje três integrantes do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRV), Edinelson Romeu Dantas da Cunha, Edson Jorge Pereira Rodrigues e Renato Quaresma Araújo, por receptação de propina para liberar veículo de carga na PA-124, próximo ao município de Capanema, nordeste do Pará. 

Vejam só a ousadia, conforme relato do MP militar: na manhã do dia 22 de dezembro de 2015 Firmino José dos Reis Sousa, condutor do caminhão, foi abordado para inspeção veicular de rotina. Ao entregar a CNH, documentação do veículo e certificado do Imetro correspondente ao tacógrafo, também repassou R$10 aos policiais rodoviários, tendo um deles solicitado uma contribuição “do natal”. O motorista respondeu que o valor repassado já seria “o do natal”. Mas o grupo militar não achou suficiente e pediu para que ligasse para o responsável pela empresa informando que haviam exigido R$200 para liberar o veículo. Ao ser informado, o responsável relatou o caso a oficiais da Corregedoria da PM-PA, que armaram o flagrante. A entrega da propina foi feita em uma rua de Capanema, após o que a viatura da BPRV foi interceptada pelos oficiais da Corregedoria. O condutor do veículo, cabo PM Eduardo, saiu com arma em punho e apontada aos militares do GTO, dizendo que ninguém o prenderia e fugiu do local, sendo perseguido pela guarnição. Os demais foram conduzidos e autuados.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *