Governador do Pará e presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, Helder Barbalho está com agenda intensa em Brasília, e em reunião com Lula nesta sexta-feira (27) apresentou documento proposto pelo CAL. Para o desenvolvimento regional do bioma amazônico,…

O Papa Francisco nomeou o atual bispo da prelazia de Marajó (PA), Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo de Roraima (RR), que estava sem titular há um ano, desde a transferência de Dom Mário Antônio da Silva para a arquidiocese de…

Utilizar o futebol como ferramenta de transformação social para crianças e adolescentes de todo o Pará é o objetivo do projeto "Futebol Formando Cidadão", que será lançado neste domingo (29) no oeste paraense. A iniciativa é do Tapajós Futebol Clube,…

No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

Personalidades agraciadas com honraria máxima de Belém

A prefeitura de Belém outorgou a 25 pessoas a medalha Francisco Caldeira Castelo Branco, criada em reconhecimento e homenageiam a personalidades e instituições no contexto político, social, econômico e cultural.

“Tenho o maior respeito por todos que aqui foram lembrados, como professores, jornalistas, economistas, arquitetos. A medalha Francisco Caldeira Castelo Branco é a mais importante comenda que a Prefeitura entrega ao seu cidadão. Foi uma cerimônia linda e emocionante”, declarou o prefeito Edmilson Rodrigues, que ficou emocionado em assistir à maestrina Maria Antonia Jimenez, regente do Coro Carlos Gomes – ela mesma uma das condecoradas – cantando uma música composta especialmente para uma das homenageadas, Antônia Timóteo Ribeiro, ex-catadora do aterro sanitário do Aurá. Ela trabalhou com um grupo de mulheres no aprendizado de horta comunitária e, atualmente, faz trabalho com a comunidade. “Estou muito emocionada de receber essa medalha das mãos do prefeito. Não acreditei quando fui convidada e estar aqui é gratificante. Estou muito feliz, ainda mais que é no dia do aniversário de Belém”, contou Antônia.

Os experientes jornalistas, escritores e pesquisadores Carlos Mendes e Francisco Sidou, membros da Academia Paraense de Jornalismo, receberam a comenda que é a máxima honraria outorgada pelo município e leva o nome do capitão português fundador da capital paraense, em 1616. Acostumados a cobrir eventos, ambos vivenciaram uma experiência ímpar. Mendes foi receber a medalha e Sidou, que se recupera de um AVC sofrido em São José dos Campos (SP), foi representado por seu filho Francisco e o neto Alef. A presidente da Academia, Franssinete Florenzano, manifestou expressamente congratulações e o orgulho da APJ pelo reconhecimento do valor de seus membros.

Também foram agraciados com a Medalha Francisco Caldeira Castelo Branco o professor de Economia aposentado pela UFPA João Tertuliano de Almeida Lins Neto, pesquisador, ex-diretor de Transportes Aquaviários da Secretaria de Estado de Transportes e que ; o reitor da Universidade do Estado do Pará, professor doutor Clay Chagas; a presidente da Associação Comercial do Pará, Elizabete Grunvald; a educadora, empresária e escritora Maria de Nazaré de Mello e Silva Uchôa, membro da Academia Paraense de Letras; o arquiteto e professor José Akel Fares Filho, presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo no Pará; o cantor, compositor, ator, performer e artista popular Eloy Iglesias; a professora doutora em Psicologia Simone Neno Silva, coordenadora da Editora da UFPA; o engenheiro e empresário Alex Dias Carvalho, presidente eleito da Federação das Indústrias do Pará; o advogado, escritor e professor doutor Ricardo Augustus Dias da Silva; o professor doutor Nelson José de Souza Jr, diretor adjunto do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da UFPA; Izete dos Santos Costa, a Dona Nena do Combu, que criou a rota do chocolate na ilha; Joana Santos Mota, coordenadora da Central de Mulheres do Tapanã e empreendedora do Fórum de Economia Solidária Municipal; arquiteta Ana Elizabeth Bittencourt de Almeida, ex-secretária adjunta – Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Renda do Pará e coordenadora do PAC-2/Cidades Históricas da Prefeitura de Belém; Creuza Gomes Chaves, a Dona Querida do Sucurijuquara, 103 anos de idade, matriarca da única comunidade quilombola do município de Belém, que fica na ilha do Mosqueiro; historiador Daniel Oliveira da Rocha, professor doutor em Sociologia, Antropologia e Filosofia; turismólogo Paulo Moreira Pinto, professor doutor e ex-diretor da Belemtur; turismóloga Prazeres Quaresma dos Santos, cria da Ilha do Combu e dona da tradicional Saldosa Maloca; professor doutor Tadeu Oliver Gonçalves, docente titular da UFPA; o cacique Wendel Tembé, da Terra Indígena do Alto Rio Guamá, em Santa Luzia do Pará; além de Carlos Augusto Serra Mendes;  Matheus Henricus Antonius Oterloo e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Participe da discussão

1 comentário

  1. Parabéns aos homenageados por esta importante honraria, fico feliz pelo reconhecimento a pessoas de diversas camadas da sociedade, que direta ou indiretamente prestam relevantes serviços a sociedade, sendo referência para os demais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *