Nesta quinta-feira, dia 21, até o sábado, 23, a Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa do Pará oferece os cursos de qualificação e atualização do projeto Forma Alepa/Elepa Itinerante em Santarém, atendendo toda a região do Baixo Amazonas, abrangendo também…

Em reunião conjunta das Comissões de Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO) e de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (18) foi aprovado o projeto de lei nº 363/2021, que autoriza o Governo do Pará a contratar operação…

Não houve o célebre círio fluvial de Oriximiná no rio Trombetas este ano, por causa da pandemia, mas a imagem de Santo Antônio flanou pelas águas, levada pela comunidade de várzea do Rio Cachoeiry, que celebrou o verão depois da…

Aprender mais sobre as boas práticas Lixo Zero e como aplicá-las no dia a dia, repensando hábitos de consumo e inspirando a população a enxergar os seus resíduos com dignidade é o que propõe a programação que acontecerá entre os…

Paraenses ganham prêmio Laureate Brasil

Entre os vencedores do 5º Prêmio Laureate Brasil – Jovem Empreendedor Social 2016, cuja entrega será amanhã, em Manaus, está o “Embarcar”, desenvolvido  por Maickson Bhoim, de 23 anos, e Taissir Wilkerson, de 29, moradores de Santarém e Monte Alegre, no Pará.  Eles criaram um aplicativo, gratuito, disponível para usuários do sistema Android, no Google Play, e site (www.embarcar.net) que reúne informações sobre as viagens de barco em Santarém e região, com horários, valores das passagens e escalas. Basta escrever o ponto de partida e destino para seguir viagem e fazer pesquisas de acordo com o interesse de cada um. Tem até anúncios locais no Classifibarcos, seção de compra e locação de barcos, o que financia o projeto. 

Os idealizadores do Embarcar querem mais e buscam novos parceiros. Também já estão trabalhando no desenvolvimento do app para iPhone.  Durante o Programa Pense Grande, desenvolvido pela Fundação Telefônica Vivo com o objetivo de difundir a cultura de empreendedorismo de impacto social com o uso da tecnologia entre jovens das periferias, tiveram acompanhamento, ajuda e aprendizado, além da convivência com outros empreendedores e contato com uma empresa aceleradora, que trabalha com investimentos. 

O Projeto Pense Grande está incubando 14 projetos, no Pará, Pernambuco, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, com ações que cobrem todo o ciclo de empreendedorismo social. Entre elas, a mobilização de jovens para que pensem sobre seu futuro, identificação de potenciais empreendedores nas periferias, inclusive ações amplas que estimulam empresas, governo e a sociedade a valorizar iniciativas empreendedoras.
Criado em 2013, já beneficiou cerca de cinco mil jovens, entre 15 e 29 anos, com oficinas de capacitação em aptidões básicas para empreender como expressão oral e planejamento de projetos, mentoria especializada e investimento inicial nos projetos. As ideias em desenvolvimento envolvem propostas na área do meio ambiente, saúde, artesanato, capacitação profissional, cultura e proteção de animais, sempre utilizando como base recursos tecnológicos entre aplicativos, portais ou redes sociais. Na fase de incubação – que dura em média 10 meses -, os jovens recebem bolsa auxílio, investimento de R$ 10 mil no projeto, acompanhamento de mentores especializados à distância e fazem três reuniões em São Paulo, nas quais participam de workshops de gestão. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *