0

O Sistema Federação das Indústrias do Estado do Pará criou o Observatório da Indústria do Pará, um centro de inteligência dedicado à análise, monitoramento, pesquisa e informações relevantes e atualizadas sobre tendências, desafios e oportunidades do setor industrial paraense. Sediado no prédio da Fiepa em Belém, com equipe própria especializada, o Observatório atende empresários, entidades parceiras do setor produtivo e instituições acadêmicas e de pesquisa, que podem aproveitar a nova plataforma de negócios que nasce com a missão de fornecer uma leitura sistêmica dos diversos cenários econômicos e apontar caminhos para que as indústrias locais consigam desenvolver todo o seu potencial de negócios.

“A partir do trabalho desenvolvido pelo Observatório, vamos conseguir coletar dados confiáveis e relevantes para fornecer uma visão abrangente da atividade industrial e seus impactos na economia do nosso estado. Esse centro de inteligência é extremamente importante não apenas para nós do setor industrial, mas para qualquer um que tenha interesse em conhecer as potencialidades econômicas e de negócios do Pará, seja para tomar decisões de negócios, seja para o propósito social de contribuir para a formulação de políticas públicas, identificar oportunidades de investimento ou para subsidiar pesquisas e estudos socioeconômicos. Ter a informação correta é fundamental para a elaboração de planejamentos, investimentos, acordos, contratações, enfim, para que qualquer movimentação ou negociação no mercado seja feita de forma mais segura e tranquila”, explica o presidente da Fiepa, Alex Carvalho.

Iniciativa da Fiepa, do Sesi, Senai e Iel, o Observatório da Indústria do Pará é credenciado à Rede de Observatórios do Sistema Indústria – mantida pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) – um ecossistema de alto capital intelectual, prospectiva, multidisciplinar e colaborativa, que gera inteligência estratégica para a indústria brasileira, atuando de forma sinérgica e complementar.

Entre as soluções estão a análise, processamento e interpretação de dados; estudos técnicos em áreas específicas da indústria; análise setorial com a identificação dos desafios, tendências e oportunidades nos diferentes segmentos do mercado industrial; e soluções cognitivas a partir de algoritmos, Inteligência Artificial e Big Data para análises mais rápidas do contexto econômico.

Para Dário Lemos, diretor do Senai/PA e superintendente do Sesi/PA, o Observatório também subsidiará a atuação do Sistema Fiepa no apoio às empresas do Estado. “O Observatório também se reverte em uma potente ferramenta de inteligência para a nossa instituição, porque a partir dela vamos conseguir enxergar de forma mais sistêmica as necessidades das indústrias e projetar melhores formas de atender a esses anseios, ampliando o alcance das nossas ações no Estado, oportunizando educação básica, qualificação de mão de obra, consultorias em gestão empresarial, suporte para exportações e fortalecimento dos fornecedores locais, entre tantas outras ações”.

Eras de ti

Anterior

Prefeitura de Belém quer resgatar charme da Belle Èpoque no comércio

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *