O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Operação História de Pescador no Pará

Hoje a Polícia Federal está cumprindo 11 mandados de conduções coercitivas, expedidos pela Justiça Federal em Belém, na Operação História de Pescador, que apura usurpação de função pública,  estelionato e atuação de organização criminosa dentro da Superintendência da Pesca no Estado do Pará. Também estão sendo auditados os cadastros feitos entre a segunda quinzena de fevereiro e a segunda quinzena de março deste ano, e alguns servidores foram afastados. 

A investigação é desdobramento da Operação Arapaima, deflagrada em 22 outubro de 2015, que cumpriu 17 mandados de prisão temporária e 17 mandados de busca e apreensão em Belém, Ananindeua, Soure, Cametá, Santa Isabel e Altamira e constatou que, só em um mês, cinco pessoas, em tese, sem vínculo no órgão, teriam efetuado quase 5.100 inclusões de cadastro de pescadores no sistema informatizado do Ministério da Pesca e Agricultura, número excessivamente alto para rotina da Administração Pública. 

Para a PF, grande parcela dos cadastrados neste período não tem a qualificação necessária para obter o seguro defeso, daí o nome com que foi batizada a operação.
No imaginário popular, a história de pescador remete à ideia de um fato inverídico, ou de um acontecimento que foi substancialmente aumentado, com inclusão de situações racionalmente difíceis de se assimilar como verdadeiras, contadas para fins de vantagem moral ou de simples pilhéria.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *