Aprender mais sobre as boas práticas Lixo Zero e como aplicá-las no dia a dia, repensando hábitos de consumo e inspirando a população a enxergar os seus resíduos com dignidade é o que propõe a programação que acontecerá entre os…

Aprovado à unanimidade pela Assembleia Legislativa, o projeto de lei nº 245/2021, de autoria do Poder Executivo, dispondo sobre a denominação do Arquivo Público do Estado do Pará, em homenagem ao jurista e professor paraense Zeno Augusto de Bastos Veloso,…

Ontem duas famílias viveram momentos de terror, vítimas de assalto à mão armada por volta das 13 horas, durante passeio no Parque do Utinga, um dos lugares mais lindos de Belém e importante equipamento turístico parauara. Trata-se do oitavo roubo…

Em iniciativa inédita, o Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro celebra os percursos individuais e coletivos que construíram as políticas de salvaguarda do patrimônio cultural no Brasil, lançando a obra “Em Defesa do Patrimônio Cultural”, organizado por…

Óbidos confirma tradição literária

O pré-lançamento da obra livro “Âmago da Amazônia” do arquiteto, urbanista, empresário, contista, poeta, artista plástico, ambientalista e acadêmico Carlos Antônio Barbosa da Silva (in memoriam) na Livraria Fox em Belém(PA), na tarde/noite da última quinta-feira (7), foi surpreendente pelo número de leitores atraídos pela obra, ainda mais considerando que houve outro lançamento literário no mesmo dia e horário, muita gente viajou para aproveitar o feriadão imprensado desta semana e as pessoas ainda se resguardam em casa temendo a contaminação pela Covid19. O lançamento oficial do livro será em julho de 2022, na terra natal do saudoso autor, Óbidos.

A obra foi organizada post mortem pelos escritores e acadêmicos obidenses Ademar Amaral e Célio Simões, e publicada pelo irmão do autor, Augusto Cezar Barbosa da Silva, via A.S. Engenharia, e o selo é da Paka Tatu. O advogado e jornalista Célio Simões fez o prefácio e a “orelha”, realçando o mágico Paraná de Dona Rosa, onde também nasceu o engenheiro e pesquisador Ademar Amaral, que redigiu especialmente para a publicação o texto “O meu amigo Carlos Antônio”.

Confiram as fotos de quem foi lá.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *