Em iniciativa inédita, o Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro celebra os percursos individuais e coletivos que construíram as políticas de salvaguarda do patrimônio cultural no Brasil, lançando a obra “Em Defesa do Patrimônio Cultural”, organizado por…

Neste sábado, 16, postos de saúde ficarão abertos para a vacinação com foco em menores de 15 anos. Em Belém, 11 unidades vão funcionar das 8h às 14h. A campanha da Multivacinação iniciou no dia 04 de outubro e segue…

De autoria do carnavalesco e professor Paulo Anete, o enredo para o Carnaval 2022 da Escola de Samba Grêmio Recreativo Carnavalesco e Cultural Os Colibris, de Belém do Pará, é “Zélia Amada/ Zélia de Deus/ Zélia das Artes/ Herdeira de…

Batizada de sagui-de-Schneider (Mico schneideri), em homenagem ao pesquisador brasileiro Horácio Schneider (1948-2018), geneticista da Universidade Federal do Pará e pioneiro da filogenética molecular de primatas, a descoberta alvoroçou a comunidade científica internacional. A nova espécie de sagui amazônico do…

O verdadeiro Çairé em Alter-do-Chão

Fotos: Rodolfo Oliveira
O verdadeiro Çairé, fruto do sincretismo religioso do catolicismo trazido pelos jesuítas no século XVII e dos rituais indígenas que havia na região, começa todos os anos, nesta época, com a busca dos mastros – um dos homens e outro das mulheres – colhidos nas matas do Lago Verde e o desfile dos personagens da festa, como a saraipora, juízes, capitão, mordomos, alferes, foliões, a procissão das canoas decoradas com fitas coloridas singrando o azul do rio Tapajós, comandadas pelos catraieiros, e depois por terra, carregando o esplendor e a coroa do Divino Espírito Santo, entoando as ladainhas, os bolos de macaxeira, o vatapá e o tarubá da gente simples que repete ano a ano a tradição transmitida dos pais para os filhos integrando a parte gastronômica e o conjunto Espanta Cão estrelando a parte musical da festa, que inclui ritmos como o curimbó, marambiré, lundum, marabaixo e desfeiteiras e que com seus versos dão a graciosidade que compõe a harmonia no barracão, na praça e palcos da pacata e belíssima vila de Alter-de-Chão, em Santarém do Pará.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *