0

A Academia Paraense de Jornalismo outorgou o título de Membro Honorário e a Medalha do Bicentenário da Impensa no Pará ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Leonam Gondim da Cruz Jr. , ao presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região, desembargador Marcus Losada Maia, à reitora da Universidade da Amazônia, Betânia Fidalgo Arroyo, e ao prefeito Edmilson Rodrigues, que estava em Brasília e foi representado pela presidente da Fumbel, Inês Silveira. A cerimônia foi na Casa Museu Palacete Bolonha, na segunda-feira, 6. O presidente da Alepa, deputado Chicão, recebeu as honrarias em seu gabinete. Na sexta-feira passada, durante a sessão solene conjunta da Academia Paraense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, foram agraciados com o mesmo título e medalha o presidente da APL, advogado e romancista Ivanildo Alves; a presidente do IHGP, Anaíza Vergolino; o desembargador aposentado, compositor e escritor Vicente Malheiros da Fonseca e a coordenadora da Cátedra João Lúcio de Azevedo, da UFPA/Instituto Camões, professora doutora Nazaré Sarges. As homenagens foram prestadas por Franssinete Florenzano, ao final de sua gestão, que incluiu dois mandatos consecutivos como presidente e uma prorrogação, sempre à unanimidade, tendo ao lado o vice-presidente da APJ, advogado, poeta e escritor Célio Simões.

“Foi uma honra ter presidido a APJ e encerrar a gestão fazendo este justo reconhecimento a personalidades que acolheram, prestigiaram e ajudaram a nossa Academia, que abraçam as causas defendidas pela APJ, defendendo a liberdade de imprensa e a importância de políticas públicas para a área cultural”, comentou Franssinete Florenzano, destacando que o desembargador Leonam Gondim Jr. se empenhou pessoalmente na luta por uma livraria pública especializada em temas amazônicos e com espaço prioritário a escritores paraenses. Por sua vez, o desembargador, que também é escritor e imortal da APL, falou de sua emoção por receber a honraria, em especial porque seu pai, o saudoso advogado e jornalista Leonam Gondim Cruz, foi um dos fundadores do Sindicato dos Jornalistas no Pará e da Academia Paraense de Jornalismo, que presidiu.

Franssinete destacou que o TRT8 é um tribunal de vanguarda, com ações afirmativas e muito engajado em causas sociais, como o combate ao trabalho infantil e aos abusos e exploração infantojuvenis, trabalho escravo e outras formas de degradação humana. O desembargador Marcus Losada Maia elogiou o trabalho realizado pela APJ em prol dos direitos humanos e de cidadania, e manifestou sua disposição em manter a parceria.

A reitora da Unama, Betânia Fidalgo Arroyo, grande parceira da APJ, que é também escritora, imortal da APL, entusiasta das liberdades democráticas e exemplo do protagonismo feminino, falou da importância da educação e do jornalismo para os avanços sociais. E destacou que a Unama oferece cursos de graduação, pós-graduação, mestrado, doutorado e agora também bolsas de pós-doutorado em Comunicação, nas habilitações Jornalismo e Publicidade.

Ao entregar à presidente da Fumbel, Inês Silveira, as insígnias concedidas ao prefeito Edmilson Rodrigues, Franssinete realçou a parceria de décadas dele com os jornalistas, bem como as incontáveis vezes em que, no exercício de mandatos parlamentares na Alepa e na Câmara dos Deputados, defendeu os jornalistas e o Jornalismo.

Após as homenagens, Franssinete Florenzano transmitiu a presidência da APJ a Octávio Pessoa, que tem na vice-presidência Tânia Monteiro e manteve na diretoria Roberta Vilanova (tesoureira), Graça Lobato Garcia (1ª Secretária) e Sebastião Piani Godinho (diretor jurídico), todos presentes à cerimônia, prestigiada, ainda, pelos acadêmicos da APJ Antônio Praxedes e Celso Lobo e a diretora da Casa Museu Francisco Bolonha, professora doutora Rosa Arraes, museóloga.

Marcada arguição e votação para a vaga no TCM

Anterior

Helder promete 200 novas árvores de grande porte na Doca

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *