O prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, anunciou na tarde desta segunda-feira, 8, que os recursos para a revitalização e requalificação do complexo do Mercado São Brás, na ordem de R$50 milhões, já estão garantidos pela Caixa Econômica Federal. Durante visita…

A orla da cidade concentrou o maior público de todos os tempos. Cerca de dez mil pessoas esperaram, ansiosas, o espetáculo emocionante e grandioso que incluiu barcos grandes e balsas, mas também canoeiros, as tradicionais e belíssimas barquinhas, confeccionadas com…

Área contígua ao centro histórico de Belém do Pará, Zona Especial do Patrimônio Histórico declarada por lei, o bairro do Reduto, cenário industrial da belle Époque, da Doca do Reduto no início do século XX, com suas canoas coloridas repletas…

A Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça fixou, sob o rito dos recursos repetitivos, a tese de que o servidor federal inativo, independentemente de prévio requerimento administrativo, tem direito à conversão em dinheiro da licença-prêmio não usufruída durante a…

Nova Organização Militar da Marinha em Belém

O IV Distrito Naval da Marinha do Brasil ativou nesta quarta-feira (4), o Grupo de Embarcações de Operações Ribeirinhas do Norte uma nova Organização Militar em Belém (PA), com propósito de contribuir para a aplicação do Poder Naval na área de jurisdição do Comando do 4° Distrito Naval. A cerimônia de ativação do GrEOpRibN foi realizada no complexo da Base Naval de Val de Cães, onde está localizada a nova OM, e contou com a presença do Diretor-Geral do Pessoal da Marinha, Almirante de Esquadra Renato Rodrigues de Aguiar Freire, e do Comandante do 4º Distrito Naval, Vice-Almirante Valter Citavicius Filho.

O GrEOpRibN terá entre suas principais tarefas o preparo e o emprego de embarcações em Operações Ribeirinhas, Patrulha Naval e Inspeção Naval, por intermédio de suas lanchas de operações ribeirinhas blindadas e lanchas de ação rápida. A Marinha presta assistência às comunidades ribeirinhas, inspeciona embarcações, orienta e verifica o cumprimento da lei de Segurança do Tráfego Aquaviário.

O emprego conjunto dos meios do GrEOpRibN com tropas de fuzileiros navais e navios subordinados ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte irá proporcionar maior poder ofensivo e mobilidade, ampliando a capacidade de reconhecimento e garantindo a proteção dos meios navais envolvidos em operações ribeirinhas na Amazônia Oriental.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *