Não houve o célebre círio fluvial de Oriximiná no rio Trombetas este ano, por causa da pandemia, mas a imagem de Santo Antônio flanou pelas águas, levada pela comunidade de várzea do Rio Cachoeiry, que celebrou o verão depois da…

Aprender mais sobre as boas práticas Lixo Zero e como aplicá-las no dia a dia, repensando hábitos de consumo e inspirando a população a enxergar os seus resíduos com dignidade é o que propõe a programação que acontecerá entre os…

Aprovado à unanimidade pela Assembleia Legislativa, o projeto de lei nº 245/2021, de autoria do Poder Executivo, dispondo sobre a denominação do Arquivo Público do Estado do Pará, em homenagem ao jurista e professor paraense Zeno Augusto de Bastos Veloso,…

Ontem duas famílias viveram momentos de terror, vítimas de assalto à mão armada por volta das 13 horas, durante passeio no Parque do Utinga, um dos lugares mais lindos de Belém e importante equipamento turístico parauara. Trata-se do oitavo roubo…

Nota sobre movimento de esposas de militares

“O Governo do Estado mantém, por meio do Comando da Polícia Militar e das Secretarias de Estado de Segurança Pública e Defesa Social e de Administração, diálogo aberto e permanente para intensificar a política de valorização do servidor público implementada desde 2011. Em relação aos policiais militares, reconhecidos como fundamentais para a sociedade, foram vários benefícios consagrados em mais de uma dezena de leis, leis complementares, decretos e regulamentações.

Um deles é o auxílio-fardamento, no qual, 63% dos 15.200 policiais militares do Pará receberão, nos contracheques deste mês, dois soldos em vez de um. O benefício será pago a 9.587 soldados e cabos da PM. O valor do auxílio, pago duas vezes por ano, é equivalente a um mês de soldo do militar e até o segundo semestre também vai beneficiar sargentos e subtenentes. 

O Governo do Pará destaca ainda que, se em 2010 a remuneração inicial dos praças era de R$ 1.681,00, incluindo o auxílio alimentação, hoje este valor está em R$ 3.090,00, também incluindo o auxílio. A média de remuneração, que era de R$ 2,5 mil, hoje é de R$ 3,8 mil. O aumento da remuneração resulta da política de promoção de militares. Apenas em 2016 foram 3.176 promoções. Entre 2011 e 2016, foram mais de 9,3 mil militares promovidos. 

Os militares da PMPA também tiveram significativos ganhos em outras gratificações, como a de Risco de vida, que em 2011 correspondia a 50%, hoje calculada com base em 100% do soldo para os praças. 

O auxílio alimentação, que em 2010 era de R$ 100, hoje está em R$ 650, totalizando reajuste de 550%. A partir de 2011, o interstício de 5%, vantagem decorrente de tempo de serviço, passou a ser automática para todos os militares. O abono extraordinário, que em 2011 era de R$ 50,82, passou para R$ 91,67. 

Os policiais militares também têm direito ao kit armamento, tiveram majoração do auxílio-invalidez permanente de R$ 5 mil para R$ 30 mil e elevação do auxílio morte de R$ 10 mil para R$ 70 mil. 

Com a nova legislação em vigor, um praça pode se tornar oficial a partir de 15 anos de serviço, com dois anos na graduação de 3º sargento, nível superior ou Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos. Antes, era restrito para 1º sargento e subtenente. No próximo dia 19, inclusive, será realizada a prova, com cerca de 800 inscritos.

E o Estado continua investindo para aumentar o efetivo, algo que é preocupação constante do Governo. Desde 2011 foram seis concursos realizados, três deles em andamento. Entre os concluídos, todas as 2.170 vagas foram preenchidas e os concursados nomeados, com nomeações extras do cadastro reserva. Atualmente, está em andamento concurso para mais 2.174 vagas na PMPA. 

O Governo do Estado dialoga com todas as categorias de servidores e faz os esclarecimentos necessários para a sociedade, lembrando que, neste momento de crise econômica grave que o país passa, o esforço de responsabilidade nas contas públicas é para manter o pagamento integral e em dia de todo o funcionalismo público, evitando que se reproduza no Pará o que vem acontecendo, lamentavelmente, em outros Estados.”

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *