A igreja de São Francisco de Assis em Belém do Pará, carinhosamente chamada pelos fiéis de "Capuchinhos", completará cem anos de sua inauguração em 02 de outubro de 2022. A abertura oficial das festividades será com um concerto na igreja…

O trânsito continua matando mais do que muitas guerras. A administradora Gina Barbosa Calzavara, coordenadora dos bosquinhos da Universidade Federal do Pará, fez uma emocionante homenagem à memória do jovem Jean Serique Lameira, esportista do ciclismo e que também usava…

O Laboratório de Engenharia Biológica do Parque de Ciência e Tecnologia - PCT Guamá está estudando o sequenciamento genético do açaí, de modo a assegurar a rastreabilidade de ponta a ponta na cadeia produtiva e padrões de qualidade para os…

A Lei estadual nº 9.278/2021, que entrou em vigor em 30 de junho deste ano, instituindo a obrigação de que pessoas residentes em condomínios, conjuntos habitacionais e similares comuniquem à Polícia Civil, de forma imediata, qualquer tipo de agressão praticada…

Nota do PSL

“A Comissão Executiva Regional do Partido Social Liberal (PSL) no Pará informa que, em reunião realizada no dia 05 de junho, decidiu não concorrer as eleições deste ano no Pará, retirando assim a candidatura de Luiz Carlos Tremonte ao governo do Estado e não concorrendo também aos cargos de senador, deputado federal e estadual.

A decisão foi tomada após uma análise criteriosa do cenário político no Pará, onde são gastas quantias vultuosas nas eleições e muitos partidos preferem se comportar como legendas de aluguel a participar de um projeto político sério e inovador.

O PSL considerou também a falta de estrutura do partido para concorrer com uma chapa majoritária. Falta de estrutura provocada pelo descaso da antiga comissão provisória do partido no Estado, que mesmo após ter sido destituída pela executiva nacional, continuou com toda a documentação do partido, não repassando a mesma em momento algum à nova direção. Este boicote voluntário impediu, por exemplo, que o PSL conseguisse lançar candidatos a deputados federais e estaduais e senadores.

A reunião na qual foi decidida a retirada da candidatura majoritária do PSL teve a participação de Luiz Carlos Tremonte, que concordou com a retirada, ponderando que, na reta final de sua pré-campanha, também encontrou dificuldade de apoio em alguns segmentos do setor produtivo que vinham incentivando a sua candidatura.

Tremonte decidiu não apoiar nenhum dos candidatos a governador, nem qualquer candidato ao senado ou a deputado federal e estadual, mantendo-se neutro nesta campanha, mesmo direcionamento adotado pelo PSL.

O PSL não jogou a toalha, muito pelo contrário, somos feitos para desafios e neste momento nos tornamos gigantes, vamos reestruturar o partido, criar comissões provisórias em todos os municípios do Pará, com pessoas sérias e capacitadas e estaremos muito mais preparados para as próximas eleições.

Atenciosamente

Assessoria de Imprensa PSL”

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *