A Cosanpa abriu nada menos que seiscentos buracos imensos nos bairros mais movimentados de Belém, infernizando a vida de todo mundo com engarrafamentos e causando graves riscos de acidentes, principalmente porque chove sempre, e quando as ruas alagam os buracos…

O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

Brega no Pará é coisa séria. Tem Brega Pop, Brega Calypso, Brega Marcante, Brega Saudade, Tecnobrega, Melody, Tecnomelody … Verdadeiro hino (música oficial dos 400 anos de Belém), não há quem desconheça o clássico Ao Por do Sol, eternizado na…

Nota do MP sobre morte em Barcarena

Em nota, o Ministério Público do Estado esclarece que em janeiro deste ano recebeu denúncias de representantes da Associação dos Caboclos, Indígenas e Quilombolas da Amazônia (CAINQUIAMA), localizada em Barcarena, acerca de ameaças por parte de policiais militares do município.
Ainda em fevereiro, o promotor de Justiça Militar, Armando Brasil, protocolou documento junto à Secretaria de Segurança Pública solicitando garantia de vida aos representantes da Associação. Porém, o pedido foi negado pela Segup. 

Lamentando a morte de Paulo Sérgio Almeida Nascimento, diretor do CAINQUIAMA, o MP informa que a Promotoria Militar aguardará o resultado do inquérito da polícia civil de Barcarena. Se comprovado o envolvimento de PMs no crime, eles serão denunciados e submetidos às sanções da Justiça Militar.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *