Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é…

Nota da 4ª Vara Federal do Pará

“O juiz titular da 4ª Vara Federal/PA, Dr. Antonio Carlos Almeida Campelo,
a respeito do inquérito policial (IPL n.º 01342016), que investiga fraudes
que ocorreram na Superintendência de Agricultura e Pesca no Pará
(processo n.º 8170-71.2016.4.01.3900), tem a informar o seguinte: 

a) A investigação policial apurou delitos praticados no âmbito do
seguro-defeso por servidores da então Superintendência da Pesca
no Pará. 

b) A Polícia Federal concluiu a investigação e apresentou relatório
final da primeira fase da Operação “História do Pescador” em
18/04/2017. 

c) Em 25/04/2017, os autos do inquérito policial, já relatados, foram
encaminhados à Procuradoria da República no Pará para
manifestação, que consistiria em requerer arquivamento ou
apresentar denúncia. 

d) Segundo o art. 46 do Código de Processo Penal, em parte: “O
prazo para oferecimento da denúncia, …e de 15 (quinze) dias,
se o réu estiver solto ou afiançado”. 

e) Em 18/05/2017, em face da 4.ª Vara estar em período de Inspeção
Ordinária – 2017, foi solicitada urgência na manifestação do
Ministério Público Federal, pelo fato do prazo já estar
extrapolado. 

f) Na mesma data, o membro do MPF encaminhou os autos à 4.ª
Vara Federal/PA sem qualquer manifestação.

g) Na mesma data (18/05/2017), este juiz titular proferiu o seguinte
despacho: “Devolvam-se ao MPF para se manifestar no prazo
legal (g.n..: 15 dias) previsto no art. 46 do CPP”. 

h) Após o período de inspeção, em 22/05/2017, os autos foram
novamente encaminhados à Procuradoria da República no Pará,
onde permanecem até esta data, aguardando manifestação do
membro do MPF. 

Este Juízo esclarece que, apesar do prazo já ter extrapolado há muito,
não houve qualquer justificativa ou comunicação a este Juízo do motivo do
significativo atraso. 

Esses são os pontos que considera relevante esclarecer em face do
interesse público acerca da matéria. 

Belém/PA, 13 de julho de 2017. 

ANTONIO CARLOS ALMEIDA CAMPELO
Juiz Federal titular da 4.ª Vara Federal/PA”

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *