0

O presidente Jair Bolsonaro acaba de nomear oito desembargadores para o TRF da 5ª região. Pelo critério de merecimento, os magistrados federais Joana Carolina Lins Pereira (titular da 12ª VF de Pernambuco), Frederico Wildson da Silva Dantas (titular da 3ª VF de Alagoas), Leonardo Resende Martins (titular da 6ª VF do Ceará) e Leonardo Augusto Nunes Coutinho (titular da 14ª Vara de Pernambuco – Juizado Especial Federal). Por antiguidade, Francisco Alves dos Santos Júnior (titular da 2ª VF de Pernambuco, no Recife), Sebastião José Vasques de Moraes, (titular da 4ª VF de Alagoas, em Maceió) e Germana de Oliveira Moraes (titular da 9ª VF do Ceará, em Fortaleza). Pelo Quinto Constitucional (Ministério Público Federal), Rodrigo Antônio Tenório Correia (procurador da República em Pernambuco). As listas destinadas ao preenchimento das vagas foram formadas pelo Tribunal em julho.

Aguardam nomeação os indicados às doze novas vagas de desembargador no TRF da 4ª região. As listas de lá foram elaboradas no primeiro dia de junho, bem antes das do TRF5, mas há um imbróglio. O serpentário político anda espalhando que Bolsonaro pode ignorar os nomes e devolver as listas por se sentir encurralado e sem poder de decisão. É que ele está obrigado a referendar as listas que recebeu: os cinco juízes mais antigos têm direito líquido e certo a ascender na carreira, e cinco dos indicados por merecimento constam pela terceira vez na lista por este critério, o que obriga o presidente a nomeá-los. Dos doze, uma cadeira será ocupada por membro da OAB, e a outra destinada ao membro do MPF.

Por antiguidade, constam os juízes federais Luiz Antonio Bonat, Alexandre Gonçalves Lippel, Hermes Siedler da Conceição Júnior, Eduardo Vandré Oliveira Lema Garcia e Marcelo Malucelli. Por merecimento, foram escolhidos Marcelo De Nardi, Altair Antonio Gregorio, Loraci Flores de Lima, Gisele Lemke, Eliana Paggiarin Marinho, Sérgio Renato Tejada Garcia e Francisco Donizete Gomes.

Pelo Quinto, para vaga do MPF, estão postos os nomes dos procuradores da República João Carlos de Carvalho Rocha, Maurício Gotardo Gerum e Ângelo Roberto Ilha da Silva. Pela OAB, os advogados Alaim Giovani Fortes Stefanello e Marcelo Machado Bertoluci e a advogada Ana Cristina Ferro Blasi.

Prefeitura de Belém promove Dia D da Multivacinação

Anterior

33 anos depois, TRF1 faz justiça a trabalhador rural do Pará

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *