0

A Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) promove neste sábado, 20, o Dia D de Mobilização das Campanhas de Vacinação contra Poliomielite e Multivacinação para crianças e adolescentes. A mobilização é nacional e é importante levar a Caderneta de Vacinação. Cerca de 75 unidades de saúde, com e sem sala de vacinação, vão funcionar das 8h às 17h para administração da vacina da Poliomelite e diversas outras vacinas da rotina. Além dessas, outros locais estratégicos, como os shoppings Pátio Belém e Parque, Praças Brasil e Batista Campos, Assaí Atacadista da Mário Covas e as universidades Unama, Fibra e Unifamaz, vão funcionar como ponto de vacinação.

A abertura oficial do Dia D será na Aldeia Cabana, às 8h. Contará com o carro móvel de vacinação da Sesma e uma programação especial para as crianças e os adolescentes.

As campanhas nacionais de vacinação contra a Poliomielite e da Multivacinação para Atualização da Caderneta de Imunização iniciaram dia 8 de agosto em Belém.

A meta da campanha da pólio é vacinar 95% do público alvo (crianças até 4 anos, 11 meses e 29 dias) que, na capital paraense, corresponde a 83 mil crianças. Já a multivacinação não tem meta pré-estabelecida, por se tratar de uma atualização da caderneta de vacinação.

Contra a poliomielite devem ser vacinadas crianças menores de 5 anos de idade, nas seguintes condições:

– Crianças menores de 1 ano de idade deverão ser vacinadas conforme a situação vacinal encontrada para esquema primário; e

– Crianças de 1 a 4 anos deverão ser vacinadas, indiscriminadamente, com a Vacina Oral Poliomielite (VOP), desde que já tenham recebido as três doses de Vacina Inativada Poliomielite (VIP) do esquema básico.

Na Campanha de Multivacinação os alvos são as crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade (14 anos 11 meses e 29 dias), não vacinados ou com esquemas vacinais incompletos, de acordo com o Calendário Nacional de Vacinação.

O Brasil não detecta casos de poliomielite desde 1989 e, em 1994, quando recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) a certificação de eliminação da doença. A vacinação é a principal forma de prevenção.

Já a multivacinação prevê a atualização das cadernetas de crianças e adolescentes, conforme calendário previsto no Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Desta forma, são disponibilizadas doses que protegem contra diversas doenças, como tuberculose, hepatite, tétano, difteria, meningite, febre amarela, sarampo, rubéola, caxumba, catapora, gripe e covid-19.

Os pais de crianças e adolescentes devem levá-los munidos com suas Cadernetas de Vacinação, para que as equipes de saúde possam identificar quais imunizantes precisam ser aplicados.  As ações da campanha contra pólio e a multivacinação seguem até 9 de setembro.

Deputados querem sustar o “Abrace o Marajó”

Anterior

Nomeações para o TRF4 continuam empacadas

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *