A 27ª Unidade de Conservação do Estado do Pará abrange os municípios de Jacareacanga e Novo Progresso, no sudoeste paraense. O Decreto nº 1.944/2021 foi assinado pelo governador Helder Barbalho na quinta-feira, 21, e publicado ontem (22) no Diário Oficial…

O Atlas da Dívida dos Estados Brasileiros, lançado no Fórum Internacional Tributário pela Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital, aponta que a dívida ativa das empresas com os entes federados soma estratosféricos R$ 896,2 bilhões, significando 13,18% do PIB…

Ao abrir oficialmente o Forma Alepa/Elepa, o presidente da Assembleia Legislativa do Pará, deputado Chicão, destacou a importância do trabalho que vem sendo executado pela Escola do Legislativo, treinando, qualificando e atualizando gestores, vereadores e servidores públicos, que dessa forma…

Em Itupiranga, força-tarefa do Ministério Público do Trabalho no Pará e Amapá, Auditoria Fiscal do Trabalho, Defensoria Pública da União e Polícia Federal resgatou sete trabalhadores em condições análogas às de escravos, em duas fazendas no sudeste paraense, e prendeu…

Nem os especialistas se entendem

Vejam os exercícios de futurologia dos especialistas quanto à corrida presidencial no Brasil:

A Consultoria Rosenberg Associados faz a previsão: “Só muita torcida contra pode impedir uma pessoa racional de perceber como Dilma é favorita“. E dá uma bordoada malcriada, no mínimo inusitada para uma empresa dedicada a projeções políticas: “Visto de hoje, o cenário mais provável é a continuidade da mediocridade, do descompromisso com a lógica, do mau humor prepotente do poste que se transformou em porrete contra o senso comum“. 

Já a Consultoria Macrométrica, usando um método de análise organizado por Nate Silver, editor chefe do site “FiveThirtyEight” – que na eleição presidencial dos EUA em 2012 acertou o vencedor em todos os 50 Estados – conclui o oposto. Usando os dados da última pesquisa do Ibope, diz que Aécio Neves ganha com uma vantagem apertada de 2 a 3,6 pontos percentuais sobre a presidente Dilma. Isto porque dos 17 pontos percentuais de eleitores que devem migrar para um dos candidatos no segundo turno, 23,5%, ou 4 pontos percentuais, irão para Dilma e 76,5%, ou 13 pontos percentuais, para Aécio. A rejeição à continuidade do governo petista falaria mais alto neste caso.
O resultado é a vitória de Aécio com 49,8% dos votos, contra 46,2% para Dilma e 4% de votantes não comprometidos. Como os VNC nunca são considerados na apuração do resultado final, a vitória de Aécio seria com 51,8% contra 48,2% de Dilma, ou seja, por diferença de 3,6 pontos percentuais”, afirma o estudo. 

Por sua vez, o jornalista Gaudêncio Torquato, consultor de marketing institucional e político, doutor em Comunicação, livre-docente e professor titular da USP, tem suas próprias hipóteses: “Se a inflação se mantiver sob controle, não afetando o bolso dos consumidores/eleitores, a geladeira continuará cheia, o coração agradecerá e a cabeça acabará decidindo a favor de quem proporciona o bolso cheio. A recíproca é verdadeira. Não acredito que a fumaça, mesmo forte, que sai dos fornos da Petrobras – CPIs, escândalos em série, malas cheias de dinheiro – seja capaz de afetar o quadro eleitoral. Claro, reforça os pontos de vista do eleitor que já tem decisão de votar contra a presidente Dilma. Mas não bate nas margens sociais, afeitas à equação BO+BA+CO+CA (bolso, barriga, coração, cabeça).”

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *