O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Narrativas do Território da Cobra Grande

Vejam só: projeto da Universidade Federal do Oeste do Pará vai resgatar a cultura imaterial no Território da Cobra Grande.
Idealizado por dois universitários do curso de Antropologia, Patrícia Juruna e João Tapajós, o projeto de extensão universitária “Arte na Aldeia: Encantando com os Encantados”, coordenado pela Profa. Lilian Rebellato, pretende fazer registro fonográfico das histórias contadas aos curumins e cunhatãs. A fase de coleta das narrativas é nas comunidades Arimum, Karuci, Lago da Praia e Garimpo, onde vivem as etnias Arapiun, Jaraki e Tapajó, no Território da Cobra Grande, na região do Arapiuns. CDs, materiais didáticos e teatro de fantoches com os relatos poderão ser utilizados nas escolas das comunidades, de forma bilíngue, traduzidas para o nheengatu, já que essas comunidades vivem um processo de resgate da própria identidade indígena, perdida com o processo de colonização e catequização. 

A iniciativa se pauta no perspectivismo ameríndio, conceito desenvolvido pelo antropólogo brasileiro Viveiros de Castro, no qual o autor qualifica as várias cosmologias ameríndias. A previsão, ao final da atividade, é realizar o 1º Festival Artístico Cultural do Território da Cobra Grande, com teatro de fantoche e lançamento de todo o material produzido no projeto.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *